Gadoo - Notícias e Curiosidades

10 padrões de beleza que você dificilmente vai acreditar que existiram

Compartilhe:

Todos nós sabemos que os padrões de beleza mudam com o passar do tempo.

Mas é fato que existem muitas diferenças entre algumas coisas do passado e da atualidade.

Trazemos uma lista com 10 padrões de beleza que você dificilmente vai acreditar que existiram.

Dá só uma olhadinha:

1. Séculos 15 a 17: as mulheres utilizavam este tipo de sapato para proteger seus vestidos da lama e demonstrar uma posição social elevada. A altura deles podia chegar a 50 centímetros, e as senhoras que os usavam precisavam da ajuda de sua empregada doméstica para se apoiarem.

Padrões de beleza que você dificilmente vai acreditar que existiram

Seleção traz 10 padrões de beleza que você dificilmente vai acreditar que existiram. Alguns vão te surpreender bastante. Foto: © wikipedia   © wikimedia  

2. 1939: este produto protegia a maquiagem da chuva e da neve, no entanto, fazia a maquiagem embaçar muito rapidamente.

Foto:

Foto: © wikimedia  

3. Século 20: antigamente, a imagem feminina era considerada inacabada sem covinhas nas bochechas. Em 1923, um dispositivo era colocado no rosto, preso atrás das orelhas e no queixo, e com o auxílio de 2 varas pressionava as bochechas de forma dolorosa. O uso prolongado fazia as covinhas aparecerem.

4. Renascença: nesta época, a testa arredondada alta era bastante elegante e a linha do cabelo deveria estar o mais alto possível. A maioria das mulheres raspava parte dos cabelos para entrar na moda. Além disso, era necessário se livrar completamente dos cílios. Utilizavam-se pinças comuns.

5. Inglaterra, século 17: um produto com chumbo e vinagre era utilizado para deixar a pele mais branca, porém, ao longo do tempo ela acabava ficando amarelada, o que era impossível reverter. Elizabeth I, rainha da Inglaterra e da Irlanda, utilizava tal cosmético. Seu rosto ficou tão branco que foi lembrado na história como uma “máscara de juventude “.


PUBLICIDADE

Foto:

Foto: © wikipedia  

6. Inglaterra, século 17: para dar ênfase à alta posição social, mulheres usavam um lápis azul para desenhar veias em seu pescoço, tórax e ombros.

Foto:

Foto: brightside

7. Era Vitoriana: a rainha Vitória proibiu o uso de cosméticos, mas isso não impediu as mulheres de acharem uma saída para a situação. Em vez de blush e batom, elas mordiam os próprios lábios e beliscavam as bochechas.

Foto:

Foto: brightside

8. Século 19 – usar arsênico para fins de beleza: nesta época, era moda comer arsênico para dar uma aparência florescente ao rosto, brilho aos olhos e ter um corpo arredondado e atraente. Porém, houve efeitos colaterais, já que o produto se acumula na glândula tireoide, provoca bócio (papo) e, por vezes, morte.

Foto:

Foto: brightside

9. Era Vitoriana – vestidos verdes: nesta época um corante verde foi inventado, e isso se tornou uma verdadeira tendência. Para criar o tom, uma mistura de arsênico e cobre era usada, e isso, lentamente, matava a dona do vestido. O corante entrava em contato com a mucosa e causava irritação, além de penetrar sob a pele. Paredes de casas foram pintadas na mesma cor, expondo as pessoas a um risco mortal.

10. Europa, Século 18 – pintas: era uma época em que o uso de cosméticos era permitido e em que as pintas tinham uma grande importância. Além de serem parte da maquiagem, também se tornaram uma ferramenta para flertar:

a) Uma pinta em forma de meia lua era um convite para um encontro noturno;

b) Em forma de cupido significava amor;

c) Em forma de carruagem era o consentimento para fugirem juntos;

d) Uma pinta no lábio superior significava que a mulher era solteira e livre para propostas matrimoniais;

e) Na bochecha direita, que era casada;

f) Na bochecha esquerda, que era viúva.

Fonte: Brightside

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo