Gadoo - Notícias e Curiosidades

10 testes de qualidade rápidos e fáceis que você mesmo pode realizar em alimentos

Compartilhe:

Você sabe escolher adequadamente seus alimentos? Saiba que existem algumas dicas para lhe ajudar nessa tarefa.

Determinados produtos podem não apresentar boa qualidade, mas nem sempre sabemos disso.

Pensando nisso, trazemos 10 testes de qualidade rápidos e fáceis que você mesmo pode realizar nos alimentos.

Confira:

1. Frango: fique atento às listras brancas e à camada de gordura nos peitos do alimento. Isso indica que os agricultores injetaram hormônios de crescimento nas aves e que elas rapidamente ganharam peso. Preste atenção também na cor da carne, se ela estiver amarelada é porque não está fresca. Essas carne, portanto, não são boas para sua saúde. Peitos de frango crus não devem ser muito macios e ter tonalidade rosa.

Testes de qualidade rápidos e fáceis que você mesmo pode realizar em alimentos

Seleção traz 10 testes de qualidade rápidos e fáceis que você mesmo pode realizar nos seus alimentos. Foto: © depositphotos

2. Queijo tipo cottage: coloque uma gota de iodo no alimento. Caso ela fique azul escura, provavelmente o alimento contém muito amido, caso contrário a cor ficará amarela ou marrom. Coloque um pouco do queijo à temperatura ambiente e caso ele possua gorduras vegetais, ficará amarelo.

3. Mel: quando despejado sobre uma superfície, um mel falso goteja e se espalha rapidamente, enquanto que um mel de qualidade, por ser bastante espesso, goteja em um fluxo fino. Se você sentir sabor de caramelo, indica que o mel já foi aquecido. Caso tenha uma doçura excessiva, significa que ele possui muito açúcar branco.

4. Nata: para avaliar se possui gorduras vegetais, mexa uma colher da nata em um copo de água quente. Se ela for de má qualidade produzirá flocos brancos. A nata verdadeira se tornará um líquido homogêneo e espesso.

5. Vegetais e frutas congelados: analise se a embalagem dos produtos têm flocos de gelo. Se possuem, é sinal que não foram armazenados corretamente.


PUBLICIDADE

6. Peixe: se possui olhos turvos é sinal de que não está fresco. Brânquias saudáveis sempre possuem a cor vermelha brilhante. A pele também precisa ter um brilho naturalmente metálico, e as escamas devem estar firmes ao corpo.

7. Carne: quando for escolher a carne, pressione-a com o dedo. Para ser fresca ela precisa ser firme e voltar à sua forma rapidamente. Ao cortar uma peça ao meio e perceber que ela está escura e com contornos brancos, é indicativo de que foram usados aditivos para aumentar sua vida útil. Ao utilizar uma toalha de papel para secar a carne, se ela for fresca não deixará muita umidade e sangue na toalha.

8. Ervas: se a cor estiver muito escura e as hastes muito longas, significa que contém nitratos. Segure um monte ervas, caso as folhas caiam para os lados, significa que já estão murchas. Além disso, se estiverem frescas terão uma tonalidade verde natural.

9. Queijo: o queijo irá desmoronar ao cortar, caso possua gorduras vegetais (a dica não se aplica a tipos duros de queijo como cheddar). Quando estiver fora do pacote, ele vai secar e desenvolver rachaduras. Deixe o produto em temperatura ambiente, se ele for de boa qualidade só se tornará mais suave, mas se ficar seco e aparecer umidade, é melhor não consumir.

10. Sorvete: deixe o alimento em temperatura ambiente. Caso contenha gorduras vegetais, ficará congelado por mais tempo e, posteriormente irá derreter. O sorvete com ingredientes de boa qualidade derrete e forma uma substância cremosa branca e espessa.

Fonte: Brightside

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo