Gadoo - Notícias e Curiosidades

13 histórias a respeito da vida cheias de otimismo

Compartilhe:

Durante a nossa vida, vivenciamos muitas situações engraçadas e que nos fazem enxergar as coisas com uma boa dose de motivação.

Pensando nisso, trazemos aqui algumas histórias divertidas e que mostram realidades muito comuns, nos provando que sempre há uma saída.

Quer ver só?

Abaixo, confira 13 histórias a respeito da vida cheias de otimismo:

Histórias a respeito da vida cheias de otimismo

Seleção mostra 13 histórias a respeito da vida cheias de otimismo. Histórias são divertidas e nos fazem enxergar as coisas de outra maneira.

· “No supermercado: Minha esposa pediu para eu comprar um amaciador de roupa. Bem, comprar, comprar, não. Ela me pediu para tirar uma foto dos amaciantes e enviá-la. Não é de minha responsabilidade escolher, não cabe a mim. Eu me aproximei do balcão. E ia começar a fotografar. De repente, um homem, do meu lado, me mostra seu telefone e diz: — Você quer que eu envie fotos de todos os amaciantes daqui? Por WhatsApp. Eu tenho um álbum inteiro. Cada frasco, dos lados, em close. — Oh, não, obrigado, até agora só me pediu para enviar uma panorâmica. — Que sorte você tem … — Sim, mas obrigado pela oferta. Que boa ideia usar o WhatsApp! — Sim, mas não é minha. Você vê aquele homem que está tirando fotos de detergentes? Foi ele quem me enviou. E agora tenho também uma sessão de fotos do departamento de fraldas. Até logo”.

· “Uma amiga me contou uma história que aconteceu com ela na autoescola. Ele estava dirigindo o carro com o professor pelas ruas da cidade. Era verão, estava quente demais. Havia tráfego excessivo, o carro não tinha ar condicionado, era difícil até para respirar. Eles pararam em um semáforo e surgiu uma conversa: Amiga: “Que calor está fazendo!. Eu iria agora à praia para sentir a água em meus pés. Compraria um sorvete e gostaria de relaxar inundada com uma sensação de frescor!“ Professor: ”Vamos!“ Amigo: “Como? Não vou a lugar nenhum com você!” Professor: ”O semáforo já está verde! Vamos!””

· “Meu bisavô tem 93 anos. Ainda mantém seu senso de humor. Recentemente, perguntei-lhe como conseguiu viver tantos anos. Ele sorriu maliciosamente e disse: “Os seriados de televisão me viciaram… Eu tenho de viver para descobrir o que vai acontecer na próxima temporada”.”

· “Quando eu tinha 8 anos, minha família morava em uma casa que tinha, na frente, um grande playground. Muitas vezes, meus amigos vinham para se divertir. Um dia, eles ficaram muito tempo ali e meus pais me pediram para eu dizer que voltassem para suas casas. Sem pensar duas vezes, me aproximei deles e lhes perguntei: “Vocês estão com fome? E responderam alegremente: Sim, muito! E eu então disse: Então, todo mundo já para suas casas!” Os meus pais ainda me lembram desta história”!

· “Tenho um motorista particular que me leva ao trabalho e, às vezes, me pega em algum lugar à noite para aumentar um pouco seu salário. Um bom exemplo disso ocorreu no último fim de semana. Eu bebi demais, liguei para que me pegasse. Já eram 7 da manhã. Sentei-me no banco do passageiro e adormeci imediatamente. Quando acordei, olhei para a minha direita e vi que o carro continuava andando, eu olhei para a esquerda e não havia ninguém conduzindo. Fechei meus olhos e, de repente, acordei pensando: “O que está acontecendo!?” Agarrei o volante em estado de choque, sentindo pânico. Só então, percebi que eu viajava em cima de um veículo de guincho. Parei em local proibido e meu carro havia sido guinchado comigo dentro”.


PUBLICIDADE

· “Meu amigo levou muito tempo para escolher um nome para seu gato e, finalmente, decidiu chamá-lo de “Venha aqui“. Agora, cada vez que alguém pronuncia ”Venha aqui” uma enorme bola de pelo corre para o local. É divertido”!

· “Estava no trabalho e recebo um telefonema de minha esposa. Ao atender, ouço a voz de um homem: “Bom dia, Juan? Sua esposa está agora no hospital do Distrito. Você pode vir?“ Sem mais delongas, saio correndo. Eu a encontro e vejo que colocaram um suporte em sua perna e pergunto o que aconteceu. Ela baixa os olhos e sussurra: ”Eu estava pulando …“. “Pulando onde?”, perguntei. ”Pulava do sofá para a poltrona, imaginando que havia um rio de lava embaixo de mim…””

· “A irmã de um amigo meu estava fazendo uma entrevista de emprego em uma empresa importante. Quando chegou lá, perguntaram quando gostaria de sair de férias. Ela escolheu a data ao acaso. Sobre o salário que gostaria de receber, colocou a primeira cifra que lhe ocorreu. Então perguntaram o que gostaria de fazer no futuro, um desafio para o qual não se sentia preparada, mas que gostaria de enfrentar um dia. Ela refletiu, olhou fixamente para o entrevistador e respondeu: “Gostaria de tocar minhas orelhas com os meus pés”. Eles a contrataram”.

· “Quando meu marido e eu vamos para a cama depois de uma discussão, nós nos damos as costas um ao outro. Uma vez, nosso gato nos reconciliou. Ele se deitou no meio da cama e eu quis abraçá-lo. Eu virei e, ao mesmo tempo, meu marido fez isso para abraçar o gato. E no final nos abraçamos. Fizemos as pazes”.

· “Toda a minha vida tive orelhas salientes. De alguma forma, eu sobrevivi às provocações e bullying dos meus colegas de classe e depois às piadas do ensino médio. Até me casei tendo essas orelhas. Meu marido gostava muito delas, muitas vezes me chamava de “Orelhinhas“, o que me incomodava e me fazia rir ao mesmo tempo. Então eu finalmente as operei! Fiquei feliz, comecei uma nova vida, as orelhas não me incomodavam, me sentia ótima. Pensei que não iria ouvir mais de meu marido nem uma palavra sobre esse assunto. Mas não, ele começou a me chamar de ”Sem orelhinhas”!”

· “Eu me aproximo da portaria e vejo um homem grande e forte, cheio de tatuagens, com um aspecto terrível, que pressiona o número de um apartamento. Uma voz infantil, muito séria, pergunta: “Senha?“ E o homem responde: ”Papai Smurf”.”

· “Meu pai é um verdadeiro brincalhão. Um dia, quando eu era criança, ele me perguntou: “Você já experimentou ovos de formigas?“ Eu respondi que não. E, no dia seguinte, ele me trouxe dois: pequenos, brancos, alongados. Em uma frigideira com óleo, ele os preparou, colocou-os em um prato e me serviu. Por algumas horas, recusei a experimentá-los. No final, ele comeu um e me fez comer o outro. Era sem gosto e crocante. Já era mais velho, perguntei: ”Papai, que diabos era aquilo?” E ele respondeu: “Acalme-se, eram apenas dois grãos de arroz”.

· “Eu adoro os homens que levam seus filhos ao jardim de infância de manhã. Esses caras severos e fortes, carregados com mochilas rosa, coelhos e ursinhos de pelúcia. Hoje, vi um verdadeiro motoqueiro estilo “Hells Angels”, daqueles que usam uma enorme barba, jaqueta de couro preto, falando ternamente com sua filha, enquanto ela colocava uma coroa de margaridas na cabeça dele”.

Fonte: Incrível

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo