Gadoo - Notícias e Curiosidades

13 histórias de casamento inesquecíveis para os noivos

Compartilhe:

O casamento se trata do momento mais importante na vida de muita gente e como tal, deve ser sempre relembrado.

Por conta disso, trazemos aqui algumas histórias reais e um tanto quanto divertidas que aconteceram em vários casamentos, mostrando o quanto isso fica marcado na vida de uma pessoa.

Abaixo, confira 13 histórias de casamento inesquecíveis para os noivos.

Dá só uma olhadinha:

“Uma semana antes do casamento, ganhei uma festa de despedida de solteira. Foi tudo muito divertido. Na manhã seguinte, acordei porque o ventilador estava diretamente apontado para mim e uma das minhas madrinhas, que dormia ao meu lado. Decidi desligar o aparelho, então precisei levantar. Desliguei o ventilador, mas não vi a taça que estava perto dele. Acabei pisando no vidro e cortando meu pé. Ao fazer os curativos, o médico disse, sem saber que meu casamento estava próximo: “Não tem problema, quando casar, sara”. E realmente sarou!”

“Antes do casamento, meu noivo perguntou quantos namorados eu tive antes dele. Eu disse que ele era o décimo. Olhei para seu rosto sério, pensando: ”Ele vai encanar com isso?“. Mas ele respondeu: “Bem que a numeróloga disse que 10 é meu número de sorte!”

Histórias de casamento inesquecíveis para os noivos

Seleção traz 13 histórias de casamento inesquecíveis para os noivos. Histórias são divertidas e ficarão marcadas para sempre na vida do casal. Foto: © pixabay.com  

“Durante a cerimônia, recebemos as alianças. Primeiro meu marido colocou a minha. Depois eu, num gesto super elegante, tirei a joia da caixinha e começo a colocá-la no dedo do meu esposo. Só que não entrava. Chegou só até à metade do dedo e ficou presa: era de um tamanho menor! Em pânico, sob os olhares de todos, estava eu, no momento mais emocionante da minha vida, tentando fazer aquela estúpida aliança caber em seu dedo. Tentei até no mindinho, e não entrou! No final, com grande esforço, consegui colocar a aliança no dedo correto. Mas o vídeo do casamento ficou hilário, mostrando todas as minhas tentativas de “laçar“ meu marido”.

“No meu casamento, havia muitas crianças, todas vestidas elegantemente. Duas meninas receberam a missão de carregar a cauda do meu vestido. Quando eu e meu marido entramos no salão, eu senti que não conseguia caminhar: algo pesado me segurava. Não é que as meninas seguraram meu vestido e jogaram o corpo para trás, para que eu as ”puxasse” enquanto caminhava, fazendo com elas deslizassem? Instintivamente, fiz um movimento brusco para a frente, pensando em sacudir as duas travessas, mas meus saltos me traíram e eu acabei de cara no chão”.

“Eu sempre fiz piada com uma amiga que casou 3 vezes com a mesma pessoa. Meu casamento é daqui a uma semana. Vou casar com… meu ex-marido”.

“Meu marido tem cílios longos e grossos, e desde nosso tempo de namoro eu peço que ele me deixe maquiá-los. Mas a resposta era sempre negativa. Quando ele me pediu em casamento, eu disse um monte de bobagens do tipo: “Mas só estamos juntos há seis meses“, ”Onde iremos morar?“, etc. Então, meu marido disse algo genial: “Depois do casamento, deixo você maquiar meus cílios!”. Claro que aceitei na mesma hora. Isso sim é o que eu chamo de motivação!”

“No casamento da minha irmã, quando o padre perguntou: ”João, você aceita…“, o noivo o interrompeu e disse: ”Aceito qualquer coisa, porque amo a Marcela!”. Teria sido muito romântico, se minha irmã não se chamasse Carolina”…


PUBLICIDADE

“Para meu casamento, eu tinha escolhido um vestido de gala vermelho. Não queria usar um daqueles vestidos enormes de noiva. Quando entramos no cartório, vimos que a juíza encarregada da cerimônia usava o mesmo vestido que eu. Ao que parece, na nossa cidade os vestidos longos e vermelhos só têm um único modelo. Até hoje, damos muitas risadas quando vemos nossas fotos de casamento”.

“Minha melhor amiga está prestes a casar. Outro dia, eu estava no ônibus imaginando o discurso que faria, na condição de madrinha. E me deixei levar pela emoção… os outros passageiros viam o seguinte: uma mulher solitária num ônibus olhando pela janela e, sem fazer nenhum som, movendo os lábios com, secando as lágrimas e sorrindo de forma estranha. Eu voltei a mim uns 10 minutos depois, quando o homem que estava no banco da frente veio perguntar se eu estava bem. O ônibus inteiro me olhava assustado. Só depois entendi a razão: o ponto final daquele ônibus era em frente a um hospital psiquiátrico”.

“Nos atrasamos para o casamento de nossos amigos. Entramos correndo na sala do cartório, porta foi fechada e os noivos nos olharam desconcertados: estávamos no casamento errado. Mas não havia o que fazer, então passamos a cerimônia inteira sentados na primeira fila. Os noivos realmente não faziam ideia do que estava acontecendo. E acabou que a cerimônia dos nossos amigos atrasou, e eles seriam os próximos. Então acabamos ficando no mesmo lugar, esperando, não sem antes responder à pergunta do juiz: “E vocês dois? Por acaso pagaram mensalidade?”.

“Um dia, minha mãe me comprou um anel, brincos e um colar, tudo de plástico. Eu tinha 5 anos. Fui com os acessórios ao jardim de infância, e todo mundo me olhava. Um menino me ”pediu“ em casamento e casamos no mesmo dia. Nosso “casamento” durou pouco: depois de uma semana, minha ”madrinha“ ganhou dos pais uns acessórios de metal. E o meu ”marido” rapidamente a pediu em casamento. Durante a “cerimônia”, eu atirava brinquedos nos dois. Foi assim que aprendi tudo sobre os homens”.

Foto:

Foto: © pixabay.com  

“Minha amiga estava para casar. Ela passou dois meses organizando todos os preparativos, convidou quase todos os conhecidos, amigos, parentes e até os vizinhos. Gastou muito dinheiro, seu vestido parecia uma grande bola de renda, tudo havia sido pensado nos mínimos detalhes. E claro que o melhor fotógrafo da cidade havia sido contratado. Chegou o dia da cerimônia. Às 4 horas da manhã, a noiva resolveu tomar um chá na varanda, pois não conseguia dormir. De repente, foi picada por uma abelha, nem no lábio superior. O resultado disso: um casamento, um rosto inchado, reações alérgicas em todo o corpo, olhos vermelhos cheios de lágrimas e um lábio gigantesco”.

“Para nosso casamento tínhamos preparado uma revoada de pombos. Colocamos os animais numa gaiola grande para soltá-las na hora certa. Quando chegou a hora e abrimos a gaiola, em vez de saírem voando felizes da vida, os pombos se esconderam dentro da gaiola. Nós viramos a gaiola, a giramos e até batemos nela. As pobres aves caíram, mas ficaram andando pelo chão. Irritado, meu marido começou a gritar com elas. E os pombos, parecendo galinhas, continuaram no chão. Um deles até voou, mas só o suficiente para pousar no meu marido e fazer cocô em seu smoking. Os convidados morriam de rir, dizendo que era sinal de boa sorte. Há quem diga que, quando as aves se negam a voar, é um mau sinal. Que bobagem! Estamos casados há 12 anos e somos muito felizes!”

Fonte: Incrivel

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo