Gadoo - Notícias e Curiosidades

14 lugares misteriosos do planeta que os guias turísticos não mencionam

Compartilhe:

Existem muitos lugares espalhados pelo nosso planeta que são incríveis e que podem ser visitados por turistas.

Mas é fato que há alguns locais que além de misteriosos são proibidos para visitantes, e isso deixa muitas pessoas intrigadas.

Pensando nisso, trazemos 14 lugares misteriosos do planeta que os guias turísticos não mencionam.

Confira:

Kofuns, Japão: são ilhas artificiais onde ficam os antigos locais de enterro dos membros da família imperial japonesa. Podem ser visitadas por arqueólogos, porém em raras oportunidades e somente com a autorização do Tribunal Imperial.

Lugares misteriosos do planeta que os guias turísticos não mencionam

Seleção traz 14 lugares misteriosos do planeta que os guias turísticos não mencionam. Muitos são proibidos para visitações. Foto: © National Land Image Information (Color Aerial Photographs)

Ilha Sentinela do Norte, Índia: as autoridades indianas proibiram a aproximação de pessoas do local, isso porque os nativos que lá vivem não poupam esforços para proteger as terras de forasteiros.

Foto:

Foto: UfoMania

Área 51, EUA: só houve a confirmação da existência dessa instalação secreta pelo governo norte-americano no ano de 2013. Segundo documentos, trata-se de uma base da Força Aérea dos EUA, onde estão sendo desenvolvidas e testadas novas aeronaves.

Igreja de Santa Maria de Sião, Etiópia: a Arca da Aliança é o tesouro mais sagrado dessa igreja, e uma capela foi especialmente construída para abrigá-la. Existe uma pessoa que tem acesso à relíquia, o Guardião da Arca, e ela não tem permissão para deixar as instalações da igreja, nem pode conversar com pessoas de fora.

Foto:

Foto: Matt Hall

Kaho’olawe Island, EUA: por muito tempo, a ilha foi local de rituais religiosos, colônia penal e campo de treinamento da Marinha dos EUA. Atualmente, possui o status de reserva natural. Existe uma única forma de visitar o lugar, que é juntando-se à uma das equipes voluntárias que restauram o ambiente.

British Telecom Tower, Inglaterra: o restaurante giratório e o convés de observação estão fechados desde um incidente envolvendo uma explosão dentro da torre. Em certas ocasiões, quando o local é anfitrião de eventos de caridade, algumas centenas de pessoas podem ver Londres de uma perspectiva diferente.

Ise Grand Shrine, Japão: o local do mais sagrado complexo de santuários do Japão só permite a entrada de sacerdotes e membros da família imperial. Visitantes podem apenas admirar os telhados por trás de muitas fileiras de cercas.


PUBLICIDADE

Foto:

Foto: shin–k

A cidade fantasma de Varosha, Chipre: trata-se de um resort adjacente à cidade de Famagusta. O local já foi o principal destino turístico de Chipre, mas após uma evacuação em massa em julho de 1974, a cidade deserta foi assumida por tropas turcas. A partir de então, Varosha permanece vedada e patrulhada pelo exército turco.

Sable Island, Canadá: a ilha tem uma população de menos de 30 pessoas e está localizada no Atlântico, além disso, é um verdadeiro cemitério de navios afundados. Devido a essas características, o local foi declarado uma reserva natural. É necessário escrever uma petição ao governo do Canadá para visitá-lo, explicando o motivo da viagem.

Pionen Data Center, Suécia: foi construído em Estocolmo durante a Guerra Fria, e há pouco tempo foi transformado em um ambiente de escritório ultramoderno para um provedor de serviços de Internet sueco. Informações de muitos sites estão sendo armazenadas aqui, a uma profundidade quase 30 metros e escondidas atrás de portas de três metros e meio de espessura.

Caverna Lascaux, França: a entrada do local está fechada após 15 anos de acesso irrestrito com o objetivo de preservar as pinturas pré-históricas únicas desta caverna. É possível apenas visitar uma réplica exata ou desfrutar de um passeio virtual.

Estação de Radar “Don-2N”, Rússia: é uma pirâmide moderna com aproximadamente 40 metros de altura e 140 metros de largura na base. Trata-se de um elemento-chave na cidade do sistema de defesa antimíssil de Moscou. Jornalistas possuem permissão para uma visita guiada às instalações, mas em poucas ocasiões. No entanto, apenas uma pequena parte é mostrada.

Mount Rushmore Hall of Records, EUA: o local possui uma sala secreta esculpida no fundo da pedra. A sala contém cópias de documentos importantes do país. Existe uma porta de granito equipada com um mecanismo de bloqueio para barrar a entrada.

Uma cachoeira subaquática, Ilhas Maurício: trata-se apenas uma ilusão de ótica.

Foto:

Foto: © imgur

Fonte: Brightside

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo