Gadoo - Notícias e Curiosidades

6 santos que não passaram toda a vida como santos

Compartilhe:

A maioria das pessoas sabe o que é um santo e imagina que para se tornar um, o (a) “candidato (a)” deve ter tido uma vida praticamente perfeita, além de ter que passar pelo processo de canonização.

Mas isso não é uma regra. Alguns dos que foram considerados santos não tiveram uma vida completamente dedicada a Deus.

A lista abaixo traz 6 santos da Igreja que não foram tão santos, até que decidiram ter uma vida ligada à Deus.

Confira:

Santos que não passaram toda a vida como santos

A maioria das pessoas imagina que para se tornar santo deve-se ter tido uma vida perfeita. Lista traz 6 santos não muito santos.

1 – Santa Olga:

111

era a grã-duquesa de Kiev e teve seu marido assassinado por um príncipe de um reino próximo, ao cobrar impostos. Ela, então, mandou torturar o responsável até a morte e acabou com o reino onde ele vivia. As pessoas que restaram foram vendidas como escravas.

Alguns anos mais tarde ela visitou uma igreja em Constantinopla e, encantada com demonstrações de fé, devotou-se ao cristianismo, e converteu também seus conterrâneos. Olga viveu entre os séculos IX e X.

2 – São Calisto:

112

antes de se tornar santo, Calisto de Roma supostamente ficava com dinheiro de doações de fieis, sonegava impostos e também armou uma confusão em uma sinagoga que culminou em um motim violento. Após mudar de vida, redimindo-se e se tornou o diácono responsável por catacumbas e até chegou a ser Papa mais tarde. Ele viveu entre os séculos II e III.

3 – Margarida de Cortona:

113


PUBLICIDADE

a “Madrinha dos Enfermos” fugiu com um nobre italiano na adolescência, de quem foi amante e teve um filho. Ele morreu em uma caçada e ela foi abandonada por ambas as famílias. A partir daí Margarida se arrependeu dos pecados e passou o resto de seus dias entregue à vida espiritual, caridade e também à penitência. Ela viveu no século XIII.

4 – Agostinho de Hipona:

114

Santo Agostinho era oriundo de uma família rica, era relativamente mulherengo e possuía duas amantes, segundo relatos. Quando tinha cerca de 31 anos, tornou-se celibatário e dedicou a vida aos ensinamentos de Cristo. Ele viveu entre os séculos IV e V.

5 – Santa Maria do Egito:

114

Viveu no mesmo período em que o santo citado acima, e de acordo com a lenda, aos 12 de idade prostituiu-se em Alexandria, vivendo assim por vários anos. Depois de uma peregrinação a Jerusalém, com o objetivo de seduzir os romeiros jovens, foi avistada pela Virgem Maria. Após uma conversa com ela, Maria do Egito abandonou tudo, indo viver em um deserto e em isolamento completo. Ela é respeitada como sendo a patrona das penitentes.

6 – São Camilo de Lellis:

115

era oriundo de uma família nobre e foi uma criança problemática, de acordo com relatos. Mais tarde se tornou membro do exército, mas foi expulso por possuir um caráter agressivo. Posteriormente ele se tornou mercenário, viciado em jogos e também em outras coisas do universo profano. Depois de passar vários anos assim, ele se arrependeu, passando a servir as pessoas doentes e pobres. Ele fundou a “Ordem dos Camilianos”, que até os dias atuais auxilia aos enfermos. São Camilo de Lellis viveu entre os séculos XVI e XVII.

Fonte: MegaCurioso

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo