Gadoo - Notícias e Curiosidades

7 enigmas fascinantes escondidos em obras de arte famosas

Compartilhe:

Algumas obras de arte famosas podem conter enigmas escondidos que nós jamais poderíamos imaginar. Esse é o caso das que mostraremos a seguir.

O fato é que algumas pinturas tiveram inspirações um tanto quanto inusitadas, em alguns casos.

Pensando nisso, trazemos 7 enigmas fascinantes escondidos em obras de arte famosas.

Confira:

1. “Provérbios Neerlandeses”, por Pieter Bruegel, 1559: trata-se da pintura de uma aldeia habitada por pessoas que representam os provérbios da época do autor, e a obra inclui cerca de 112 idiomas identificáveis. Alguns provérbios ainda são utilizados, como: “Nadar contra a maré”, “Bater a cabeça contra uma parede de tijolo”, armado até os dentes, “Peixe grande comer peixinho” e assim por diante.

Enigmas fascinantes escondidos em obras de arte famosas

Seleção traz 7 enigmas fascinantes escondidos em obras de arte famosas. Algumas pinturas tiveram inspirações inusitadas.

2. “Vila bretão abaixo de neve”, por Paul Gauguin, 1894: a obra foi vendida após a morte do criador por apenas sete francos, cerca de 22 reais atualmente. Ela foi comprada com o nome de “Cataratas do Niágara”, pois o leiloeiro havia virado de cabeça para baixo por engano e afirmou que era uma cachoeira, em vez de uma aldeia.

Foto: Brightside

Foto: Brightside

3. “O quarto azul”, por Pablo Picasso, 1901: em 2008, alguns pesquisadores usaram câmeras de raios-X para identificar uma imagem escondida na obra. Era um homem vestindo um terno e uma gravata borboleta.

Foto: Brightside

Foto: Brightside

4. “Chuva, Vapor e Velocidade – O Grande Caminho de Ferro do Oeste”, por J. M. W. Turner, 1844: em 1842, uma Senhorita chamada Simon viajava para a Inglaterra de trem, quando começou a chover. Um idoso sentado em sua frente se levantou, abriu uma das janelas, colocou a cabeça para fora e ficou observando por cerca de dez minutos. A mulher fez a mesma coisa e também começou a admirar a paisagem. Um ano depois, ao assistir a uma exposição na Royal Academy of Arts, a Sra. Simon reconheceu aquele momento em uma das pinturas.


PUBLICIDADE

Foto: Brightside

Foto: Brightside

5. “A Criação de Adão”, por Michelangelo, 1511: alguns especialistas acreditam que a obra contém alusões à anatomia e afirmam que a parte direita da pintura é a imagem de um cérebro enorme. Realmente, é possível encontrar até mesmo os componentes mais sofisticados do cérebro, como o cerebelo, o nervo óptico e a glândula pituitária.

Foto: Brightside

Foto: Brightside

6. “Terraço do Café à Noite”, por Vincent van Gogh, 1888: o pesquisador Jared Baxter afirmou que a obra contém uma alusão oculta à “Última Ceia”, de Leonardo da Vinci. A figura central é um garçom com cabelos compridos vestindo uma túnica branca e cercado por doze pessoas (assim como Jesus e os apóstolos). Há uma cruz atrás do garçom, o que também é bastante simbólico.

Foto: Brightside

Foto: Brightside

7. “A Persistência da Memória”, por Salvador Dali, 1931: para criar suas obras, Dali se inspirava em fontes incomuns. E uma de suas pinturas mais reconhecíveis foi inspirada em derreter o queijo Camembert.

Foto: Brightside

Foto: Brightside

Fonte: Brightside

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo