Gadoo - Notícias e Curiosidades

7 indícios de que não somos os únicos no Universo

Compartilhe:

Você já parou para pensar que podemos não estar sozinhos no Universo? Essa ainda é uma grande questão para a humanidade.

Mas o fato é que, para alguns pesquisadores, existem indícios de vida fora da Terra.

Trazemos 7 desses indícios.

Confira:

Indícios de que não somos os únicos no Universo

Seleção traz 7 indícios de que não somos os únicos no Universo. A existência de vida fora da Terra ainda é uma dúvida.

1. Bactérias microscópicas em meteoritos: alguns meteoritos que já caíram na Terra possuem indícios de vida extraterrestre, um exemplo é o Nakhla, que caiu no Egito em 1911. No entanto, ele só começou a ser estudado 80 anos depois, em 1999, e assim descobriram estruturas filamentosas que indicam rastros deixados por bactérias. É pouco provável que sejam bactérias terrestres.

Foto:

Foto: © nasa  

2. O sinal “Wow!”: em 15 de agosto de 1977, alguns pesquisadores da Universidade do Estado de Ohio, nos EUA, trabalhavam com o radiotelescópio “Big Ear” e captaram um sinal forte e diferente vindo de fora do Sistema Solar. Para o doutor Jerry Ayman, o som foi completamente inesperado, e correspondia à expressão “Wow!” (“Uau”, em português). Nenhuma teoria foi comprovada e os estudiosos não conseguiram captar outro som similar.

Foto:

Foto: © wikipedia  

3. Indícios na história: a descoberta dos hieróglifos egípcios encontrados no templo de Seti I, em Abidos, provocou muita discussão, e até hoje não há uma explicação para eles. Os desenhos possuem formas estranhas, parecendo-se com um helicóptero, um dirigível e um submarino. Na pintura de Domenico Ghirlandaio, feita no século 15, é possível ver a Virgem Maria e, por trás dela, uma pessoa observando algo luminoso no céu, parecido a uma nave espacial. Outro artefato que tira o sono dos pesquisadores é o Enigmalito, uma pedra com um elemento encrustado, que possui um aspecto de uma tomada. Este objeto tem aproximadamente 100 mil anos.

4. Atmosfera viva de marte: já foi provado que o planeta possui muito metano, um gás geralmente produzido por organismos vivos e uma pequena parte por atividades vulcânicas. Pesquisadores imaginam que o gás em Marte seja renovável, o que indica que ele não tem origem vulcânica, e sim de organismos vivos.


PUBLICIDADE

5. A vida pode existir em qualquer lugar: o espaço sideral é considerado prejudicial às criaturas vivas, porém algumas espécies são capazes de sobreviver nele por certo período. Foi realizado um experimento com tadígrados, uma espécie de inseto, e percebeu-se que após 10 dias no espaço e sem proteção eles permaneceram vivos.

Imagem:

Imagem: © onedio  

6. Existem diversos planetas similares à Terra: pesquisadores da Universidade de Berkley, EUA, fizeram um estudo que analisou 42 mil sistemas planetários fora da nossa galáxia e visíveis daqui da Terra. Eles descobriram que aproximadamente 22% dos planetas podem ser adaptados para a vida. Sendo assim, para cada cinco estrelas similares ao Sol, existe um planeta em condições parecidas às da Terra.

Foto:

Foto: © qwrt  

7. Não existe água somente na Terra: para haver vida é necessária a existência de água. Um dos locais onde poderia existir vida é Europa, satélite de Júpiter. De acordo com dados dos cientistas, ele é coberto por oceanos enormes, e sua quantidade de água é maior do que a que temos aqui na Terra. Foram encontradas as mesmas características em Encélado, satélite de Saturno. Ou seja, existe a possibilidade de haver vida fora do nosso planeta.

Foto:

Foto: © phl/NASA  

Fonte: Incrivel

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo