Gadoo - Notícias e Curiosidades

7 mulheres que transformaram seus maridos em homens grandiosos

Compartilhe:

Nessa matéria você vai conhecer algumas mulheres que transformaram seus maridos em homens grandiosos.

Não há como negar que uma boa companhia nos influencia para melhor, e como dizem por aí, “por trás de um grande homem há sempre uma grande mulher”.

Duvida?

Então veja a lista abaixo. Ela traz 7 mulheres que foram decisivas nas vidas de seus maridos.

Confira:

Mulheres que transformaram seus maridos em homens grandiosos

Nessa matéria você vai conhecer 7 mulheres que transformaram seus maridos em homens grandiosos. Todas elas foram decisivas nas vidas deles.

1. Mercedes Barcha Pardo sempre incentivou seu marido, Gabriel García Márquez, a continua escrevendo sua obra prima “Cem anos de solidão”, mesmo na época que passavam por grandes problemas financeiros. Mais tarde o livro rendeu ao homem o Prêmio Nobel de Literatura.

2. Graças a Yoko Ono, o ex-Beatle John Lennon lançou um álbum solo que incluía a música “Imagine”, um hino internacional da paz.

Foto: softmixer

Foto: softmixer

3. Giulietta Masina editou alguns roteiros de seu marido, o grande diretor Federico Fellini, e também o ajudava na escolha de atores.

4. Sofía Tolstáya era uma espécie de anjo da guarda do marido, Leon Tolstoi, um dos maiores escritores russos. Ela era sua editora, assistente pessoal e enfermeira.


PUBLICIDADE

Foto: rg

Foto: rg

5. Oona O’Neill e Charlie Chaplin se conheceram quando ela estava com 17 anos, e ele já era um famoso comediante de 54 anos. Seu casamento, que durou 34 anos, só acabou quando Chaplin morreu. Depois de se casar, a jovem renunciou à sua carreira de atriz e passou a viver para o marido e para os filhos.

Foto: eastnews

Foto: eastnews

6. Clementine Churchill foi esposa do famoso estadista da Inglaterra, Winston Churchill. De forte caráter e mentalidade pragmática, ela soube manter a chama de seu casamento acesa mesmo após 57 anos de matrimônio.

7. Gala, ou Elena Diakonova, foi decisiva na vida do artista Salvador Dalí. Quando os dois se conheceram, o espanhol sofria de ansiedade, e a falta de reconhecimento o deixava cada vez mais deprimido.

Foto: 8-poster

Foto: 8-poster

A mulher cuidou da carreira do amado, organizando exposições e conseguindo novos clientes. Cada obra que o artista fazia era assinada como Gala-Salvador Dalí, porque foi ela quem o ajudou a reencontrar a vontade de viver.

Fonte: Incrivel.club

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo