Gadoo - Notícias e Curiosidades

9 erros em restaurações que ficaram muito conhecidos

Compartilhe:

Todos nós sabemos que algumas obras artísticas do passado muitas vezes necessitam passar por restaurações.

Esse é um trabalho muito delicado e difícil, e alguns profissionais o realizam com perfeição, mas há alguns que infelizmente não obtiveram bons resultados.

Veja, a seguir, 9 erros em restaurações que ficaram muito conhecidos.

Dá só uma olhadinha:

1. Afresco prejudicado: um afresco com a imagem de Jesus em uma igreja local da Espanha estava descascado e Cecilia Jimenez, de 80 anos, se ofereceu para recuperá-lo, no entanto, o resultado ficou muito diferente do original. Após o ocorrido, a igreja ficou famosa em todo o mundo, e Cecilia ficou conhecida, com uma pitada de ironia, de “novo Goya” (famoso pintor espanhol).

Erros em restaurações que ficaram muito conhecidos

Seleção traz 9 erros em restaurações que ficaram muito conhecidas. Os artistas não obtiveram resultados positivos. Foto: © Elías García Martínez/Cecilia Giménez  

2. Personagens de afrescos que ficaram sem olhos: a obra mais importante do século 20 foi o restauro dos afrescos na Capela Sistina, no Vaticano. Alguns especialistas em arte afirmam que foi um total fracasso. Ao limpar a sujeira dos afrescos, os restauradores tocaram na camada superior dos mesmos, com os consertos que o próprio Michelangelo tinha realizado. Como resultado, alguns personagens ficaram sem olhos.

Foto:

Foto: © wikipedia  

3. Estátuas de Berlusconi: no ano de 2010, a entrada da casa do então primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, recebeu estátuas de Marte e Vênus, com data do ano 175 depois de Cristo. Berlusconi ordenou a restauração das mesmas após serem encontradas quebradas em algumas partes. Inicialmente, o trabalho teria ficado bom, porém alguns historiadores da arte não concordaram. Eles afirmaram que restaurar monumentos antigos sem antes realizar uma pesquisa é semelhante a um vandalismo, já que não se sabe como as estátuas eram quando foram construídas.

4. Pintura descolorida: após o restauro, a obra de Leonardo da Vinci batizada de “A Virgem e o Menino com Santa Ana” ficou mais clara. Anteriormente as cores escuras predominavam e atualmente a pintura está mais colorida, como se a cena tivesse ocorrido em um dia ensolarado. De acordo com especialistas, isso vai contra a ideia original do artista. Para expressar a indignação com a restauração, alguns especialistas do comitê do famoso Museu do Louvre entregaram seus cargos.

Foto:

Foto: © wikipedia  

5. Há diversas estátuas de Lênin em toda a Rússia, no entanto, em Krai de Krasnodar, no sul do país, ocorreu um certo problema, pois após a restauração, o braço do político ficou desproporcionalmente comprido, e sua face bem diferente. Somente em 2016 a obra ficou famosa, após as fotos chegarem às redes sociais. Depois, a obra voltou a ter a aparência original.


PUBLICIDADE

6. A grande muralha da China: trata-se de um dos monumentos mais impressionantes do mundo. Alguns restauradores tentaram fazer uma reconstrução de um dos trechos mais bonitos dela, com 780 metros de comprimento. Para realizar, cobriram tudo com uma camada de concreto. Após isso, os restauradores passaram a ser alvo de uma investigação, e outras partes da muralha passaram a ser restauradas com muito mais cuidado.

7. Castelo de Matrera: houve uma grande polêmica com relação à reconstrução da antiga fortaleza de Matrera, na Espanha, pois algumas pessoas afirmam que ela agora parece moderna demais. O restaurador Carlos Quevedo Rojas queria evidenciar qual das partes do castelo eram novas e quais eram antigas. Moradores não ficaram satisfeitos, no entanto, a organização de arquitetos Architizer apoiou Rojas, e ele chegou a receber um prêmio.

8. Barba de Tutancâmon: uma funcionária do Museu do Cairo, no Egito acidentalmente deixou cair a máscara de Tutancâmon em 2014, que pesa 10 quilos, e a barba se soltou. A mulher não buscou por profissionais para restaurar a figura, e seu marido fez o trabalho grudando a parte com uma cola super-resistente em um ângulo equivocado. A peça ficou suja com a cola e o homem tentou raspá-la, arranhando a obra. Recentemente, a obra foi restaurada novamente.

9. Um bebê com uma cabeça bem estranha: após vandalismos, a escultura da Virgem Maria com o menino Jesus na cidade de Sudbury, Canadá, teve o bebê “decapitado” e a cabeça sumiu. A artista Heather Wise criou uma nova cabeça, no entanto, a obra gerou reações negativas entre moradores locais. Entretanto, o restauro realizado pela artista gerou algo positivo: quem havia roubado a cabeça autêntica decidiu devolvê-la após se arrepender, com pena de uma restauração tão feia.

É importante lembrar que casos de restaurações com resultados ruins são raros. Além disso, existem uma grande quantidade de obras de artistas do passado que só ficaram conhecidas por nós graças ao trabalho de restauradores profissionais. Um bom exemplo é a escultura de um anjo na basílica de São Pedro, no Vaticano.

Fonte: Incrivel

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo