Gadoo - Notícias e Curiosidades

9 fatos curiosos sobre o peido

Compartilhe:

O peido é algo natural do ser humano e uma coisa é certa: todo mundo solta flatulências!

Mas apesar de sabermos disso, existem ainda algumas curiosidades a respeito do peido que muita gente não sabe.

Abaixo, você poderá conferir nove curiosidades interessantes sobre o tão evitado peido.

Confira:

Fatos curiosos sobre o peido

Lista diferente traz 9 curiosidades sobre o peido que muita gente provavelmente não sabia.

1. O que é o peido?

O peido é formado devido ao aprisionamento de ar, que pode se dá através do ar que engolimos durante a mastigação ou ingestão de algo. Parte desse ar aprisionado é gerado

por um gás que adentra em nosso intestino por intermédio do sangue, sendo este gás produzido por reações químicas ou bactérias intestinais.

A composição de um peido se dá por 59% de azoto, 21% de hidrogénio, 9% de dióxido de carbono, 7% de metano e 4% de oxigénio. 1% consiste em gás sulfídrico e mercaptanos, que contém o responsável pelo mau cheiro, o enxofre. Se as vibrações do reto ocasionam o escapamento do peito, este se dará com som, sendo sua altura variável de acordo com a pressão do gás.

2- Por que alguns peidos fedem?

Se você ingerir alimentos que contém grande quantidade de enxofre, se prepare, seus peidos provavelmente terão mau cheiro.

3. Soltamos aproximadamente 14 peidos por dia

É difícil a mulherada assumir, mas elas peidam tanto quanto os homens. Estudos indicam que quando homens e mulheres ingerem os mesmos alimentos, elas são as que provavelmente acumularão maior quantidade de gás.

Outro fato interessante é que se peidássemos religiosamente durante 6 anos e 9 meses, produziríamos gases com energia compatível a de uma bomba atômica.


PUBLICIDADE

4- Segurar o peido pode ser prejudicial à saúde.

Há controvérsias a respeito disso. Alguns estudiosos acreditam que segurar o peido não faz mal a saúde. Outros, acreditam que tal ato pode ocasionar inchaços, outros gases, além de sensações desagradáveis e até mesmo hemorroidas, acredita?

5- Para algumas pessoas, peidar em público não é desagradável

Fomos educados a não soltarmos peido perto de outras pessoas, não é mesmo? Mas não são todas as pessoas que pensam dessa forma. Em algumas culturas, o peido é apreciado.
Por exemplo, na América do Sul, uma tribo indígena conhecida como Yanomami utiliza o peido como uma forma de saudação; e acredite, na China, você pode até conseguir um emprego de cheirador de peidos.

O Imperador Cláudio, na Roma antiga, pensando ser prejudicial segurar o peido, aprovou uma lei que aceitava peidos durante banquetes.

6- O peido pode ser inflamável

Os peidos produzidos por bactérias possuem índices de hidrogênio e metano que podem torná-lo altamente inflamável.
É deste fato que surgiu a brincadeira de soltar um peido perto de um isqueiro aceso, facilitando assim, uma possível explosão.

7. Apesar de pequenas, as térmitas peidam muito mais que qualquer outro tipo de animal.

A Agencia de Proteção Animal estipula que as térmitas emitem grande quantidade de metano, entre 2 e 22 Tg por ano, se rotulando como a segunda maior fonte natural de emissão de metano.

O processo digestivo do pequeno animal é o responsável pela produção de tal gás.

8- o peido sempre escapará durante o sono.

Este fato é inevitável. Não importa se segurou o peido o dia todo, a noite você não terá esse controle e seu peido escapará.

9- Peidamos depois de mortos

Até mesmo depois de mortos podemos peidar, acredita?
Isso acontece devido à contração dos músculos antes do endurecimento do defunto, fazendo com que gases saiam através das extremidades do tubo digestivo, ocasionando em peidos ou arrotos.

Fonte: TaTudoFixe

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo