Gadoo - Notícias e Curiosidades

Apaixonados por cobras arriscam vida diariamente pra extrair veneno dos répteis

Compartilhe:

Jim Harrison, de 55 anos, e sua esposa, Kristen, de 37, possuem em casa a maior coleção de cobras venenosas da América, e, possivelmente, do mundo.

Incrivelmente, Jim foi picado oito vezes, incluindo a mordida de uma cobra cabeça de lança, umas das mais venenosas do mundo, que o deixou no hospital por quatro semanas, necessitando de três operações para remover abscessos de seus dedos.

Jim ficou com sequelas nos dedos e na mão, mas diz que a dor vale a pena, porque o veneno que ele extrai pode salvar vidas.

Apaixonados por cobras arriscam vida diariamente

Jim Harrison e Kristen são apaixonados por cobras e arriscam a vida diariamente extraindo venenos dos répteis mais perigosos do mundo. Líquido é usado para pesquisa.

Os venenos das cobras têm sido pesquisados para a doença de Alzheimer, medicação antiviral e para vítimas de derrame. Alguns deles foram usados para pesquisas sobre o câncer de pele e de mama.

44

O casal vende vários venenos por até milhares de dólares, principalmente para pesquisas biomédicas, farmacêuticas e para universidades.

444

A extração é um processo não invasivo que permite que os animais mordam o objeto e injetem o veneno naturalmente.


PUBLICIDADE

4444

Jim disse: “Nós temos cerca de 2000 cobras no local e fazemos uma média entre 600 a 1000 extrações por semana.”

44444

A dupla destina tempo integral para o Reptile Zoo Kentucky, uma organização sem fins lucrativos.

444444

4444444

44444444

444444444

4444444444

44444444444

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo