Gadoo - Notícias e Curiosidades

Conheça o povo que não envelhece e vive até os 120 anos

Compartilhe:

Os habitantes de uma região tem chamado a atenção pelo fato de parecerem não envelhecer. Eles vivem no Vale de Hunza.

Idosos de 85 anos aparentam ter idade de apenas 45 anos. O local fica situado nas montanhas do Himalaia, ao extremo norte da Índia, onde se juntam as terras de Caxemira, Índia e Paquistão.

Em 1916, a região chamou a atenção depois que alguns ingleses que faziam a atualização do mapeamento da região descobriram o pequeno reino. O local logo foi apelidado de “Jardim do Éden” no Planeta Azul.

A população da região é de aproximadamente 30 mil habitantes. O vale paradisíaco fica a 2500 metros de altitude, nas montanhas do Kush Hindu. O idioma é própria, chamado de Burushaski, sem nenhuma relação com outro existente pelo mundo.

Conheça o povo que não envelhece

Os habitantes de uma região tem chamado a atenção pelo fato de parecer não envelhecer. Eles vivem no Vale de Hunza.

Os habitantes têm fama de ser um povo simpático, feliz e ativo. Diversas pessoas vivem tranquilamente com seus 110 anos de idade. Alguns vivem até os 120 anos, sem sofrer nenhum tipo de doença grave ou problemas mais sérios de saúde.


PUBLICIDADE

Segundo o médico escocês, Dr. Mac Carrisson, que descobriu os habitantes e conviveu com eles por sete anos, o segredo da saúde em Hunza está na alimentação do povo, sempre a base de cereais integrais, frutas (Damasco principalmente), verduras, castanhas, queijo de ovelha e o pão de Hunza. Eles ainda chamam a atenção por respeitarem uma restrição calórica de 30%.

Todos os alimentos são 100% orgânicos, sem vitaminas sintéticas, agrotóxicos e adubos químicos comumente utilizados pelo resto do mundo. Eles só fazem duas refeições ao dia, sendo a primeira apenas ao meio-dia. Além disso, se mantém em atividades o tempo todo.

A carne também faz parte da dieta, mas em menor proporção.

77

O Vale de Hunza é governado pelo rei Jaman Khan, um monarca apaixonado por dinheiro. Ele acabou deixando com que ingleses e americanos fossem para a região a partir da década de 20, iniciando a destruição do paraíso.

As crianças da época acabaram deixando de lado boa parte dos velhos costumes, passando a comer hambúrguer e beber refrigerante. Atualmente existem diversas escolas inglesas nos vilarejos da região.

Essas mudanças acabaram reduzindo a expectativa de vida da população de Hunza, os quais vivem atualmente até os 70 ou 80 anos. São poucas as famílias da área que mantém a tradição original que marca a longevidade desse povo.

Fonte: Megacurioso

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo