Gadoo - Notícias e Curiosidades

Pesquisadores afirmam que comer hambúrgueres e batatas fritas nos faz ficar menos inteligentes

Compartilhe:

Não é nenhum segredo que comer hambúrgueres e batatas fritas poderia afetar o tamanho de sua cintura, mas uma nova pesquisa descobriu que o hábito também pode causar danos a seu cérebro.

Pesquisadores descobriram que uma maior ingestão por jovens de 14 anos, atrapalhou nas tarefas cognitivas quando chegavam à idade de 17.

Dentro dos padrões alimentares ocidentais, segundo o estudo, os participantes com um consumo elevado de alimentos como batata frita, carne vermelha processada e refrigerantes, tiveram associações negativas que afetaram seu tempo de reação, capacidade mental, atenção visual, aprendizagem e memória.

Hambúrgueres e batatas fritas nos faz ficar menos inteligentes

Pesquisadores descobriram que comer hambúrgueres, carnes vermelhas e batatas fritas durante a adolescência nos faz ficar menos inteligentes.

Em contrapartida, os participantes que apresentaram maior consumo de frutas e vegetais de folhas verdes, tinha um desempenho cognitivo positivo.

44

O pesquisador Anett Nyaradi disse ao Science Network que isso pode ser devido ao aumento do teor de micronutrientes de vegetais de folhas verdes, ligando para o desenvolvimento cognitivo aprimorado.

444


PUBLICIDADE

Nyaradi disse que vários fatores podem estar em jogo neste declínio relacionado à dieta no que se refere às habilidades cognitivas, incluindo o nível de ácidos graxos ômega-6 e ômega-3 em alimentos fritos e carne vermelha.

4444

Vias metabólicas funcionam melhor com uma equilibrada relação 1:1 de ácidos ômega-3 e ômega-6, mas a dieta ocidental pode mudar esta proporção para 1:20 ou 1:25, de acordo com a Rede de Ciência.

44444

Nyardi disse que a alta ingestão de carboidratos simples e gorduras saturadas tem sido associada a alterações no funcionamento do hipocampo, que é uma estrutura cerebral central envolvida na aprendizagem e memória, que aumenta o seu volume durante a adolescência.

“A adolescência representa um período crítico para o desenvolvimento cerebral. É possível que a má alimentação seja um fator de risco significativo durante este período… de fato, nossos resultados indicam esta proposição”, disse Nyardi.

A Universidade da Austrália Ocidental e do Instituto Telethon crianças analisou 602 participantes.

Cada integrante foi obrigado a preencher um questionário de frequência alimentar com a idade de 14 anos, para identificar a análise fatorial dos padrões de dieta “ocidental” considerados “saudáveis.”

Quando completaram 17 anos, um desempenho cognitivo foi avaliado usando uma bateria cognitiva computadorizado de testes, que incluíram seis tarefas.

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo