Gadoo - Notícias e Curiosidades

5 razões que indicam que o mundo não vai acabar na próxima semana

Compartilhe:

Circulam vários boatos de que o mundo irá acabar ainda este mês, mais precisamente no dia 28 de setembro. Muitas pessoas acreditam neles, mas há quem discorde, uma maioria de pessoas inclusive.

Sobre um asteroide destruidor acabar com a vida em nosso planeta, algo que vem sendo dito há algumas semanas, a NASA já desmentiu.

Abaixo se encontra uma lista com 5 razões para as pessoas não creem no fim.

Confira:

Razões que indicam que o mundo não vai acabar na próxima semana

Circulam vários boatos de que o mundo vai acabar ainda este mês. Lista traz 5 razões que indicam que o mundo não está acabando.

1) A profecia “Blood Moon” diz que Jesus está vindo para matar a todos nós, mas ela é descartada por qualquer autoridade religiosa séria.

Christ of the Apocalypse on throne sword in mouth holding 7 stars and keys with 7 candles angels and churches in Asia...

2) Diz-se que o “Large Hadron Collider”, o famoso acelerador de partículas, está prestes a desencadear um buraco negro do qual o próprio Satanás sairia, mas pesquisadores da Universidade de Alabama, EUA, concluíram, em julho, que nem mesmo os minúsculos buracos negros esperados pelos inventores da máquina surgiram.

The world's most powerful superconducting magnet is constructed


PUBLICIDADE

3) Diz-se, também, que um asteroide está prestes a acabar com a vida na Terra ainda em setembro deste ano, mas a NASA afirmou não haver evidencias científicas de que um objeto celeste impactará em nosso planeta.

Asteroid hitting earth, artwork

4) Algumas pessoas dizem que a lua ficaria mais próxima da Terra, o que supostamente causaria uma onda de erupções vulcânicas e desastres na superfície de nosso planeta, mas a informação é falsa, de acordo com Gemma Lavender, da revista “All About Space”.

84

5) Anne Graham Lotz, filha do reverendo Billy Graham, disse que instituições entrarão em colapso, bancos fecharão, o mercado de ações está prestes a ruir, entre outras coisas, mas o banqueiro inglês Mark Carney afirmou neste mês que oscilações recentes sobre a economia da China foram compensadas pela “força permanente” do mercado do Reino Unido.

85

Fonte: Metro

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo