Gadoo - Notícias e Curiosidades

Bebê nasce depois de sobreviver a tentativa de aborto e mãe vive com sentimento de culpa

Compartilhe:

Com apenas três semanas de vida, Amelia parece estar saudável e perfeita, mas poderia não ter nascido desta forma. Depois de vir ao mundo no último dia 01 de maio, a menina foi para os braços de sua mãe, Shannon Skinner, que agora sofre pelo recente passado.

Shannon, de 20 anos, tentou abortar a filha Amelia no início da gestação. Ela vive com Anthony Hunt, de 24 anos e a filha mais velha, Lacie, de 14 meses.

“Nós a chamamos de nosso bebê milagre, porque nós simplesmente não sabemos como ela sobreviveu. Ela deve ter realmente desejado muito estar aqui”, disse a mãe.

A história do casal causou grande repercussão nas redes sociais no início deste ano, quando foi revelado que o bebê, ainda não nascido, milagrosamente sobreviveu a um aborto. E hoje, pela primeira vez, Shannon e Anthony estão mostrando Amelia para o mundo e compartilhando seus sentimentos sobre como o quanto seu nascimento tem impactado suas vidas.

Mesmo Amelia parecendo perfeita, é preciso esperar ao menos 4 anos para que os médicos consigam dar um diagnóstico sobre sua saúde. Isso porque as drogas que Shannon acabou tomando podem ter causado algum dano para o bebê.

A mãe comentou: “o que ela precisa saber é que é amada e desejada. Se tivéssemos a chance de novo, faríamos tudo diferente, mas nós pensamos que estávamos fazendo a coisa certa na época. Shannon espera que sua filha entenda o quão especial ela é, e diz que só tentou fazer o aborto depois de seguir conselhos médicos.

A mulher acidentalmente engravidou quando um contraceptivo falhou, apenas quatro meses após o nascimento traumático de sua primeira filha, Lacie, Isso acabou rompendo órgãos internos, e os médicos aconselharam-na dizendo que outra gravidez poderia colocar em risco sua saúde.


PUBLICIDADE

Depois de muita discussão do jovem casal para chegarem a uma conclusão, resolveram que outra gravidez seria muito perigosa e tentaram o aborto. Ela tomou a droga mifepristone via oral, que inibe o hormônio progesterona, essencial para a gravidez. Seguido pelo uso do misoprostol, ela provoca a contração do útero e expulsão do embrião.

Bebê e mãe

Amelia nasceu depois de mãe ter tentado aborto por medo de possíveis complicações

Felizmente o aborto não deu certo, e o casal agora reza para que Amelia não tenha tido nenhum efeito colateral pela tentativa.

999999

99999

9999

999

99

Fonte: DailyMail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo