Gadoo - Notícias e Curiosidades

Brasileiro que vendia picolés nas ruas fatura milhões ao abrir sorveteria

Compartilhe:

Émerson Serandin é um exemplo de vida. Desde os 11 anos de idade ele trabalhou vendendo picolés nas ruas de Catanduva, interior de São Paulo.

Nascido em uma família humilde, ele sempre contribuiu para sanar as despesas de casa. No ano de 2006, sua vida começou a mudar. Em Campos do Jordão, conheceu uma nova forma de se trabalhar com sorvetes, o sorvete de pedra.

Emerson foi pra Itália e estudou na Gelato University (Universidade do Sorvete) e ainda se aperfeiçoou com diversos cursos nos Estados Unidos.

Em 2014, criou a Ice Creamy, uma franquia de produção de sorvetes artesanais feitos na hora.

Brasileiro que vendia picolés nas ruas fatura milhões ao abrir sorveteria

Émerson Serandin é um exemplo de vida. Desde os 11 anos de idade ele trabalhou vendendo picolés nas ruas e agora fatura milhões.

O negócio de Emerson fez tanto sucesso que a expectativa é de em 2015 o faturamento da empresa chegue a R$ 5 milhões.

91


PUBLICIDADE

O rapaz pretende expandir a sorveteria, atingindo 100 franqueados até o fim do ano, faturando com isso, cerca de R$ 15 milhões até o próximo ano.

Uma das especialidades do Ice Creamy é o sorvete de pedra. Veja só que interessante:

92

95

94

93

Fonte: Hypeness

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo