Gadoo - Notícias e Curiosidades

Elefante mais solitário do mundo morre após ficar preso durante 67 anos

Compartilhe:

O elefante mais solitário do mundo, que passou 67 anos enjaulado em um cerco de concreto, morreu aos 69 anos de idade.

Hanako, que era o elefante mais antigo do Japão, estava no centro de uma campanha internacional depois que uma turista o filmou no Inokashira Park Zoo, no ano passado, aparentemente deprimido.

Ulara Nakagawa, a visitante em questão, descreveu o ambiente do animal como uma ‘prisão de concreto’ dentro do lugar que classificou como um dos zoológicos mais arcaicos do mundo moderno.

Ela lançou uma petição internacional pedindo a libertação do elefante, mas o zoológico argumentou que o animal era muito velho para ser removido.

Embora a petição já tivesse atingido quase meio milhão de assinaturas, era tarde demais para Hanako.

Um porta-voz do zoológico informou que ele foi recentemente encontrado deitado de lado. Esforços foram mobilizados para seu salvamento, mas o elefante morreu no mesmo dia. Internautas homenagearam Hanako em redes sociais.


PUBLICIDADE

Elefante mais solitário do mundo morre

Hanako, o elefante mais solitário do mundo que passou 67 anos enjaulado em um cerco de concreto, morreu no zoológico japonês “Inokashira Park Zoo”. Foto: Uniunitwins-Flickr

Foto: Soranyan-Flickr

Foto: Soranyan-Flickr

Foto: Tripadvisor

Foto: Tripadvisor

Foto: Getty

Foto: Getty

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo