Gadoo - Notícias e Curiosidades

Escola brasileira de natação causa revolta ao usar criança síria morta afogada durante fuga para atrair novos alunos

Compartilhe:

Uma escola de natação causou indignação após usar a imagem de uma criança síria morta depois de se afogar, a fim de incentivar pais a inscreverem seus filhos em aulas de natação.

A escola de natação brasileira “FitFlex Aquacenter” publicou o anúncio em um jornal semanal da cidade de Esteio, no Rio Grande do Sul. Este se tornou viral depois de uma foto ter sido postada no Facebook.

Em meio à propaganda, pode-se ver a foto chocante de Aylan Kurdi – refugiado Sírio que morreu de bruços na areia em uma praia da Turquia ao tentar chegar à Grécia com parentes em um barco.

A maneira pela qual a empresa tentou convencer pessoas a se matricularem em suas aulas revoltou muitos usuários da rede social.

Escola brasileira de natação usa criança síria morta afogada para atrair novos alunos

Escola de natação “FitFlex Aquacenter” causou indignação no Facebook ao promover aulas usando imagem da criança síria Aylan Kurdi morta por afogamento.

A internauta Ellen Ribeiro, que é mãe, classificou como ‘inaceitável’ o fato de a empresa ter usado a foto de uma criança morta para se promover. Centenas de usuários do Facebook se mostraram indignados com o que viram.


PUBLICIDADE

2

A FitFlex Aquacenter confirmou que o anúncio era de sua autoria, mas ficou surpresa com as críticas que recebeu. Alegou-se que a ideia foi apenas de levantar a consciência do grave problema de afogamento com crianças.

3

Fonte: DailyMail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo