Gadoo - Notícias e Curiosidades

Grávida recusa tratamento contra o câncer em tentativa de salvar filho que estava sendo gerado e morre as vésperas do Ano Novo

Compartilhe:

Uma mãe de cinco filhos diagnosticada com câncer terminal na 26ª semana de gravidez veio a óbito as vésperas do Ano Novo. Ela rejeitou tratamento para salvar seu próximo filho.

Kathy Taylor, de 34 anos, faleceu em casa. Ela havia sido diagnosticada com o câncer, que se espalhava por todo seu corpo.

Mesmo assim, a mulher decidiu não realizar nenhum tipo de tratamento contra a doença por temer que poderia ferir seu próximo bebê.

Ela foi forçada a dar à luz logo após o diagnóstico. Luke nasceu no dia 11 de setembro prematuramente. Ele faleceu duas semanas depois por conta de uma infecção.

Seu marido, Nathan, descreveu como ele e os pais da sua esposa descobriram quando a mulher havia falecido. Ele desmaiou ao saber da notícia.

“Quando percebi que Kathy tinha ido, coloquei-a em meus braços e a abracei. Não podia acreditar”, escreveu. “Fiquei tão triste por estar dormindo e não estar com ela quando morreu”, lamentou.


PUBLICIDADE

Kathy Taylor

Kathy Taylor foi diagnosticada com câncer terminal e recusou tratamento para salvar bebê que estava gerando

Kathy desafiou as probabilidades médicas, que alegavam que ela possuía apenas alguns dias de vida após o diagnóstico de câncer de pele. Ela permaneceu viva por meses, até que seu fígado começou a falhar. Isso fez com que fosse obrigada a dar à luz ao bebê prematuramente.

22-1

“Eu te amo Kathy”, escreveu Nathan no blog. “Espero que você saiba disso. Mulher de fé inabalável”, concluiu.

22-2

22-3

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo