Gadoo - Notícias e Curiosidades

Grávida tem morte cerebral e é mantida viva por aparelhos durante dois meses para seu bebê nascer

Compartilhe:

Uma mulher que teve morte cerebral foi mantida viva por cerca de dois meses para que seu bebê pudesse nascer.

Karla Perez, de 22 anos, estava grávida de seu segundo filho em fevereiro, quando sofreu uma hemorragia em sua casa, que fica em Nebraska, EUA.

Depois de ser levada a um hospital, ela teve morte cerebral.

Os médicos, então, decidiram mantê-la viva para que seu bebê pudesse nascer, pois ele não tinha tempo gestacional suficiente.

Grávida tem morte cerebral e é mantida viva por aparelhos para seu bebê nascer

Karla Perez, de 22 anos, que estava grávida quando sofreu hemorragia e teve morte cerebral, foi mantida viva através de aparelhos para que seu bebê pudesse nascer.

Angel nasceu por uma cesariana em 4 de abril – 54 dias depois da morte cerebral da mãe – pesando menos de 1 quilo.


PUBLICIDADE

2

De acordo com o hospital, a condição do bebê é estável e ele não tem complicações graves.

O fígado, os rins e o coração de Karla foram doados para que pudessem salvar outras vidas.

3

4

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo