Gadoo - Notícias e Curiosidades

Homem convida família e amigos para confraternização horas antes de tirar sua vida em clínica de morte assistida

Compartilhe:

Um empresário que descobriu estar com um inoperável câncer na coluna se matou por não querer se tornar um fardo para sua família logo após sair com todos os parentes para se despedir.

Jeffrey Spector, de 54 anos, de Lytham St Annes, Lancs, Inglaterra, um pai de três filhos, decidiu morrer depois que médicos encontraram um tipo de câncer em sua coluna.

A doença era inoperável e o homem poderia perder os movimentos do corpo a partir do pescoço.

Homem convida família e amigos para confraternização horas antes de tirar sua vida em clínica

Jeffrey Spector, de 54 anos, de Lytham St Annes, Inglaterra, decidiu morrer ao ficar tetraplégico devido a um câncer inoperável, e teve o apoio de sua família.

Jeffrey conversou com a família sobre sua decisão depois que sua saúde piorou e, obviamente, eles discordaram, mas aceitaram que o homem tivesse sua própria opinião e respeitaram sua vontade.


PUBLICIDADE

88

O procedimento foi realizado na Dignitas, uma clínica de suicídio assistido em Zurique, Suíça, porque no Reino Unido a prática é considerada ilegal. A família o acompanhou.

Um dia antes da derradeira hora, a família almoçou junta de amigos e os últimos dias de Jeffrey foram registrados por uma equipe de filmagem, a fim de realizar um tributo a ele para que a família sempre guarde suas lembranças.

888

Sua esposa, Elaine, de 53 anos, e as filhas, Keleigh, de 21, Courtney, de 19, e Camryn, de 15, estavam com ele na clínica no momento de sua morte.

Antes de morrer, ele cumpriu alguns dos itens de sua “lista de desejos”. Um deles foi o de voar em um Spitfire, avião da Segunda Guerra Mundial.

Ele engoliu um veneno para que pudesse morrer.

8888

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo