Gadoo - Notícias e Curiosidades

Homem desabrigado se esforça para que filha que encontrou em lixeira aprenda ler e escrever

Compartilhe:

Um homem pobre e sem-teto, que encontrou uma criança em uma lixeira, está lutando para fazer com que a menina tenha um bom futuro pela frente.

Xiong Jianguo, de 50 anos, encontrou a filha adotiva Yanyan há sete anos na cidade de Nanchang, província de Jiangxi, no sudeste da China.

Os dois vivem em baixo de uma ponte, e, apesar das circunstâncias complicadas, Jianguo está ensinando Yanyan a ler e escrever.

“Eu acho que ela era uma daquelas crianças que nascera em uma família que não queria uma menina. Eu tinha levantado a tampa da lata de lixo e estava olhando para ver se havia algumas garrafas de plástico que eu pudesse vender para a reciclagem, quando ouvi um bebê. Ela estava em uma caixa com um cobertor, e eu fiquei absolutamente atordoado”, disse Jianguo.

“Ela era tão impotente que eu comprei uma garrafa e a alimentei, e só sabia que eu queria cuidar dela e criá-la. Não importa o quão difícil é, eu pretendo ter certeza que eu a criei até que ela fique velha o suficiente para caminhar com seus próprios pés”, completou Jianguo.

O homem contou que não acreditava que um orfanato pudesse dar uma boa estrutura para a menina, apesar de admitir que, por ela ficar com ele, nunca teria endereço fixo, o que dificultaria sua entrada em alguma escola.

Mesmo assim, apesar de ser mal alfabetizado, Jianguo contou com a ajuda de outros amigos moradores de rua para conseguir ensinar a menina a ler e escrever, além de fazer exercícios matemáticos.


PUBLICIDADE

Yanyan

Yanyan foi encontrada por morador de rua dentro de lixeira quando era ainda um bebê

Além disso a criança já teria aprendido vários poemas e sagas que recita com outros moradores sob a ponte.

“Ela é realmente brilhante, ela aprende muito rapidamente. A vida aqui nas ruas não é fácil, mas ela nunca reclama,” relata o pai.

Xiong Jianguo e Yanyan

Xiong Jianguo ensina filha a ler e escrever

Os dois ganham dinheiro com reciclagem, e tudo que arredam é usado apenas para viverem. Depois de trabalhar, a menina se senta junto a livros para estudar à luz da rua.

Um repórter que visitou a dupla, notou que a criança possuía picadas de mosquito por todo o corpo. A menina contou que muitas vezes passa fome, mas mesmo assim disse: “Aconteça o que acontecer, a cada ano do meu aniversário – que é o dia que seu pai a encontrou – eu recebo um bolo pequeno e faço uma viagem para um estúdio de fotografia para que a minha foto possa ser tirada. Assim posso ter uma memória deste dia,” finaliza Yanyan.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo