Gadoo - Notícias e Curiosidades

Homem é queimado até a morte após ficar preso dentro de forno industrial enquanto realizava manutenção

Compartilhe:

Uma empresa de caiaque foi considerada culpada de homicídio depois que um empregado foi queimado até a morte, após ficar preso em um forno industrial.

Pai de três filhos, Alan Catterall, de 54 anos, morreu durante a realização do trabalho de limpeza e manutenção na empresa Pyranha Mouldings, em dezembro de 2010.

O forno tinha uma falha e foi desligado para manutenção. Quando o trabalho foi concluído, o local foi ligado novamente.

Homem é queimado até a morte após ficar preso dentro de forno industrial

Alan Catterall, de 54 anos, foi queimado até a morte após ter ficado preso dentro de forno industrial onde realizava limpeza em empresa na Inglaterra.

Poucos minutos depois, uma fumaça foi vista saindo do forno, e quando os operadores abriram a porta, descobriram o corpo de Alan dentro. Ele foi declarado morto no local.


PUBLICIDADE

A empresa também foi considerada culpada de duas acusações no âmbito da Saúde e Segurança no Trabalho de 1974.

Alan era um supervisor sênior da empresa, que fabrica caiaques e canoas, e havia trabalhado no local por 12 anos.

A família da vítima disse ter ficado satisfeita com a decisão final do julgamento, mas alega que nada mudará a saudade desesperadora que sente de Alan.

Martin Heywood, Investigador e Executivo de Saúde e Segurança, disse que Alan Catterall perdeu a vida tragicamente por causa do funcionamento inseguro do forno. As portas do local se trancavam automaticamente assim que o ambiente era ligado.

De acordo com ele, se a empresa tivesse realizado um treinamento adequado e pensado nos riscos oferecidos com a maneira insegura de funcionamento, Alan poderia estar vivo hoje.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo