Gadoo - Notícias e Curiosidades

Homem é torturado e tem genitália queimada por três mulheres após elas descobrirem que ele saía com todas ao mesmo tempo

Compartilhe:

Três mulheres um rapaz são acusados de ter torturado homem depois que descobriram que ele saía com elas ao mesmo tempo.

Lorraine Earles, de 47 anos, Natalie Lilley, de 19, Leah White, de 22, e Brendan Teale, um homem de 27 anos que participou da tortura, planejaram a vingança contra um rapaz que se relacionava com as três mulher ao mesmo tempo.

Os quatro atraíram à vítima para um flat em Scarborough, Trinidad e Tobago, e o amarraram a uma cadeira.

Durante a tortura, a vítima teve as genitais queimadas com o uso de objetos em alta temperatura e a bochecha perfurada por um cortador de pizza.

Homem é torturado e tem genitália queimada por três mulheres

Três mulheres com a ajuda de um homem foram condenadas por torturar um rapaz que supostamente se relacionou com elas ao mesmo tempo. Na foto é Natalie Lilley, uma das mulheres que participou do ataque.

Eles realizaram um ataque prolongado contra a vítima que também foi obrigado a beber lavagem.

Leah White, que também participou do ataque.

Leah White, que também participou do ataque.

Além disso, a vítima teve sua orelha mordida, a cabeça emperrada até os joelhos e o pescoço queimado por um isqueiro, antes de ser ameaçada de sufocamento.


PUBLICIDADE

Os torturadores permitiram que a vítima fosse embora depois dos abusos. Mais tarde elas foram presas depois que a mãe do rapaz espancado chamou a polícia.

777

No tribunal elas se culparam entre si, mas, concluiu-se que Lorraine foi a principal responsável. Ela foi poupada de uma pena de prisão porque sua defesa alegou que a mulher sofria de “problemas mentais”, além de já ter cumprido cinco meses em prisão preventiva.

Ela também foi condenada a pagar uma sobretaxa no valor de R$ 300 à vítima, bem como participar de um projeto comunitário.

Brendan foi preso por 12 meses por danos corporais.

Lilley foi condenada a prestar 100 horas de serviço comunitário não remunerado por dois anos com supervisão.

Leah também condenada a prestar serviço comunitário por dois anos e a participar de um curso de 16 dias no Projeto Comunidade das Mulheres.

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo