Gadoo - Notícias e Curiosidades

Homem flagrado espiando mulheres no banheiro feminino alega ter se enganado de vestiário por estar usando os óculos errados

Compartilhe:

Um homem que entrou em um banheiro feminino alegou que cometeu o ato por engano devido ao fato de estar usando óculos errados. Mesmo assim, Roberto Collins foi preso. Ele já tem em seu histórico a espionagem de outras sete mulheres.

O homem é considerado um “voyeur”, ou seja, uma pessoa que encontra prazer íntimo apenas em ficar olhando outras pessoas.

Da última vez, Collins foi pego espiando uma mulher de cima de um vaso sanitário no banheiro ao lado no Shopping Central de Manchester Arndale, curiosamente, minutos antes, de ser expulso de um banheiro no andar de baixo.

Homem flagrado espiando mulheres no banheiro feminino alega ter se enganado de vestiário

Roberto Collins foi preso por observar mulheres dentro do banheiro feminino, e alegou à polícia que cometeu engano por estar usando os óculos errados.

Aos 51 anos de idade, ele foi condenado a 13 meses de prisão por um juiz que disse ter poupado as pessoas do comportamento “nojento” de Collins. O advogado de Collins o defendeu argumentando que as raízes de sua compulsão estavam em uma infância difícil, alegando que seu cliente encontrava-se seguro nos sanitário.


PUBLICIDADE

O tribunal que ouviu Collins, de Manchester, na Inglaterra, disse que ele usou de uma série de desculpas bizarras após sua prisão em 30 de dezembro. Na ocasião, Collins foi achado por funcionário que fazia a verificação dos banheiros. Tal funcionário se surpreendeu ao encontrá-lo em cima de vaso sanitário, olhando para o banheiro ao lado.

Perguntado pelo empregado sobre o que ele estava fazendo lá, ele disse: ‘Desculpe, amor’, e fugiu. A polícia foi alertada e o pegou nas proximidades.

Na delegacia, o suspeito contou que havia se engano de banheiro por estar usando os óculos errados.

Collins foi condenado pela primeira vez por perturbação da ordem pública em 2005, quando foi pego observando o banheiro feminino da Universidade de Manchester. Ele tem comportamento reincidente já que foi pego até dentro de um armário próximo a uma piscina.

O advogado de Collins argumentou que “o réu tem um problema, uma compulsão”, mas que nunca tocou ninguém. Contudo, o juiz contar argumentou dizendo que “tentou de tudo” para ajudá-lo a mudar seus modos, e que esses crimes causariam um sofrimento considerável para as mulheres.

Fonte: Facebook

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo