Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mãe estrangula e corta cabeça de filho bebê com faca de cozinha na China

Compartilhe:

Uma mãe que cortou a cabeça de seu filho bebê, de apenas 16 meses de vida, usando uma faca de cozinha, disse à polícia que não se arrepende do crime.

Feng Tai, de 31 anos, confessou inicialmente estrangular o bebê indefeso até que ele desmaiasse, antes de decapitá-lo enquanto ainda estava vivo.

“Eu fiz isso e não me arrependo. Ele não terá que sofrer agora, porque ele está livre”, disse ela em comunicado à polícia do norte da China.

Mãe estrangula e corta cabeça de filho bebê

Feng Tai, que sofre com problemas psicológicos, estrangulou e decapitou filho bebê, de apenas 16 meses, com faca de cozinha na China.

O irmão da assassina, Feng Tsao, de 34 anos, disse: “Ela estava deprimida desde o nascimento do bebê, e seu marido trabalha longe de casa por longos períodos. Nossa família e a de seu marido ajudaram-na, mas ela ficava frequentemente muito angustiada. Ela me ligou no meio da noite para dizer que tinha matado seu bebê, e no começo eu não acreditei, mas quando cheguei à casa, ela me mostrou a cabeça. Era horrível.”


PUBLICIDADE

22

A polícia encontrou o corpo do bebê enterrado em uma cova rasa no quintal na casa da família, na cidade de Anguo, no nordeste da província de Hebei, na China.

Um porta-voz da polícia: “A mãe do bebê confessou o assassinato , mas ela é claramente doente e foi enviada para avaliação psiquiátrica. Continuamos a investigar o caso. O pai da criança foi informado.”

Dad Liu Yen, falando ao telefone com uma TV local, disse: “É uma tragédia terrível, mas eu não tinha escolha, a não ser trabalhar fora de casa, e eu sei que minha esposa era muito infeliz com isso. Precisávamos do dinheiro, mas agora eu desejo que eu nunca tivesse ido. Tenho o dinheiro, mas perdi minha esposa e meu filho.”

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo