Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mãe estrangula e mata filho com depressão acreditando que ele iria ressuscitar sem a doença mental

Compartilhe:

Uma mãe foi presa após admitir que estrangulou seu filho adolescente até a morte, acreditando que isso poderia curar a depressão da vítima.

Huynh Lan Thao, de 41 anos, inicialmente reivindicou que seu filho, Huynh Filho Vy, de 15 anos, tinha caído no banheiro. Mas os médicos notificaram à polícia que as marcas no pescoço não eram de queda, e um exame confirmou que a morte foi causada por estrangulamento.

Então, Huynh contou que ela e três vizinhos estrangularam seu filho, acreditando que esta seria a única forma de curar a doença mental da vítima.

Segundo relatos, ela também acreditava que ele seria ressuscitado e curado com o ataque.

Mãe estrangula e mata filho com depressão acreditando que ele iria ressuscitar sem a doença mental

Huynh Lan Thao, de 41 anos, estrangulou e matou seu filho, Huynh Filho Vy, de 15 anos, que sofria de depressão, acreditando que vítima iria ressuscitar sem doença mental.

A polícia disse que, em preparação para o ritual, Huynh transformou sua casa, que fica em Ho Chi Minh City, Vietnã, em um pequeno templo improvisado. Ela estava convencida de que seu filho iria voltar como um ser divino.


PUBLICIDADE

O adolescente tinha se tornado deprimido após a morte de seu avô.

Sua mãe o levou para hospitais psiquiátricos, mas ele não melhorava, e então ela encontrou conforto espiritual o levando a templos para rezar aos deuses.

Em um determinado momento ela se convenceu de que o destino dele era morrer para renascer, sendo esta a única forma de curá-lo da depressão.

Huynh e seus três vizinhos foram acusados de assassinato.

Se condenada, a mãe pode ter sentença reduzida para 15 anos, porque ela realmente acreditava que o menino iria voltar à vida.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo