Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mãe obriga filhos adotivos a comerem seu próprio vômito depois de colocar varetas na goela das crianças

Compartilhe:

Uma mãe que obrigava seus filhos adotivos a comerem seu próprio vômito depois de colocar varetas na goela das crianças foi libertada da prisão no último ano.

Alloma Gilbert, de 29 anos, Victoria Spry, de 28 anos e Christopher Spry, de 26 anos, sofreram duas décadas de tortura por parte de Eunice Spry, de 70 anos. A mãe adotiva foi detida em 2007, sob pena de 14 anos de prisão.

Apesar disso, no último ano ela acabou recebendo a liberdade, mesmo cumprindo metade da sentença. “Ela é uma ladra. Ela roubou minha infância. Ela é má, uma pessoa torturante”, comentou o filho caçula. “Uma psicopata que tivemos sorte de não ter nos matado. É assustador pensar que ela está livre novamente e pode fazer o mesmo com outra criança”, continuou.

Mãe obriga filhos adotivos a comerem seu próprio vômito

Uma mãe que obrigava seus filhos adotivos a comerem seu próprio vômito depois de colocar varetas na goela das crianças foi libertada da prisão no último ano.

Atualmente os filhos vivem em outro local, não divulgado por questões de segurança. Eles contam que se ajudavam a tratar as feridas geradas pela mãe.


PUBLICIDADE

66

Os filhos ainda eram impedidos de falarem com outras crianças e tinham que esperar do lado de fora dos portões da escola para que a mãe se certificasse de que suas ordens estavam sendo cumpridas.

Em 1994, quando os professores notaram hematomas nas crianças, a mulher tirou os filhos da escola.

666

As torturas continuaram por toda a vida dos filhos.

Apesar disso, atualmente cada um segue com seus sonhos, e espera que outras crianças não passem pelo que sofreram.

66666

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo