Gadoo - Notícias e Curiosidades

Microbiologista afirma que não haverá mais vida na Terra dentro de 100 anos

Compartilhe:

Um microbiologista afirmou que em cem anos não haverá mais vida na Terra.

De acordo com o cientista australiano Frank Fenner, que lutou para erradicar a varíola nos anos de 1970, daqui há cem anos a Terra se tornará um planeta inabitável.

Para Frank, a superpopulação, a falta de recursos naturais e as mudanças climáticas são os fatores que nos conduzirão ao fim da nossa existência.

Não haverá mais vida na Terra dentro de 100 anos, afirma Microbiologista

Cientista australiano Frank Fenner afirmou que em cem anos não haverá mais vida na Terra. Qualquer um que venha a nascer nos dias atuais poderá presenciar o fim.

Embora a previsão do microbiologista não seja considerada um fato preciso, ele mesmo já vinha alertando a humanidade sobre questões como a da alta concentração de poluentes que são enviadas para a atmosfera.


PUBLICIDADE

101

Ainda de acordo com ele, não se pode reverter o que já foi feito até agora, mas é necessário reduzir a poluição e desenvolver tecnologias a fim de mudar o caminho catastrófico.

102

A meta é que a temperatura do planeta não seja elevada em mais de 2 ºC. A previsão é que para o ano de 2.100 a temperatura aumente em 5 ºC, o que será suficiente para provocar elevação do nível do mar, inundações, fome, seca e extinção em massa.

Um aumento em 6 ºC poderá tornar nosso planeta inabitável.

Ainda que a emissão do dióxido de carbono, um gás poluente, fosse extinta por completo agora, a temperatura do globo ainda aumentaria em mais de 0,8 ºC.

Em novembro deste ano uma conferência, que será realizada na França, discutirá as questões climáticas.

Fonte: MegaCurioso

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo