Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher acorda de ataque epilético e encontra dois homens rindo e filmando seu sofrimento

Compartilhe:

Uma jovem acordou de um ataque epiléptico grave e encontrou dois homens rindo enquanto filmavam seu calvário usando seus telefones móveis.

Maggie O’Connor, de 26 anos, estava andando com seu cachorro Dillion no terreno de um convento, quando sentiu uma apreensão a invadir. Quando ela acordou do ataque, percebeu dois estranhos de pé e a filmando.

Ao invés de oferecer ajuda, eles estavam rindo porque Maggie havia mordido a língua que estava sangrando.

Maggie disse: “Com uma convulsão, você pode se molhar e morder a língua, e estes foram os dois fatos que pareciam mais hilariante para eles, já que eu tinha sangue na boca. Eles continuaram as filmagens enquanto eu estava acordada e consciente. Não havia nada que eu pudesse fazer – minhas pernas eram como geleia.”

Mulher acorda de ataque epilético e encontra homens filmando seu sofrimento

Maggie O’Connor acordou de ataque epilético grave e encontrou dois homens rindo e filmando seu drama, sem ajuda-la.

Maggie, que tem epilepsia desde que tinha 16 anos, sofreu o problema durante a caminhada no terreno de St Botolph do Priorado em Colchester, Essex.

Maggie tem convulsões aproximadamente a cada duas semanas, e fica quase completamente incapacitada por cerca de 5 minutos.


PUBLICIDADE

Ela teve de esperar 15 minutos antes de sua memória voltar totalmente e poder entrar em contato com sua família para ajuda-la.

A cabeleireira, de Colchester, escreveu sobre sua experiência no Facebook, na tentativa de identificar e envergonhar os dois homens.

Ela diz que os dois tinham cerca de 20 anos e usavam jeans e camisetas. O apelo foi compartilhado mais de 3.000 vezes, mas a polícia de Essex diz que não vai investigar o incidente desagradável. Uma porta-voz disse: “Não houve crime cometido.”

Maggie acrescentou: “Embora seja uma coisa repugnante que eles fizeram, eu entendo, por que não é ilegal. Inicialmente eu queria encontrar os seus nomes para que pudessem ser envergonhados em público. Mas agora eu realmente não estou com muita pressa, porque eu acho que certamente vão ter visto a história no noticiário. Eles vão se sentir envergonhados e, provavelmente, lamentarão o que fizeram. Isso é castigo suficiente para mim.”

Maggie, que vive com o namorado Nathan Skipper, de 24 anos, está esperando usar sua provação para aumentar a conscientização sobre a epilepsia.

Ela diz que as pessoas que encontrarem alguém em ataque de epilepsia, devem ajudar e não ter medo. “Basta ligar para uma ambulância e colocar algo debaixo de sua cabeça. Eles não vão ser agressivos e não vão te machucar,” disse ela.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo