Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher afirma que 500 sanguessugas a ajudaram engravidar, destruir células cancerosas e ter ápices mais longos e intensos na cama

Compartilhe:

Uma mulher que vive em Londres, Inglaterra, afirmou que 500 sanguessugas a ajudaram a engravidar, destruir células cancerosas que lhe acometiam e também a dar-lhe ápices mais longos e intensos.

A busca de Nina Evans, de 50 anos de idade, para ter seu segundo filho, começou em 2003, quando ela desejava engravidar do segundo marido. “Nós tentamos por cinco anos e nada aconteceu; então eu fui ao meu médico e fiquei devastada após testes diagnosticarem-me com vários miomas em meu útero”, contou.

O profissional a informou que suas chances de engravidar devido ao mioma, tumor benigno, e a sua idade, eram quase inexistentes.

Naquele ponto a mulher desistiu de ter um filho e se concentrou em curar-se dos tumores, recorrendo a sanguessugas para ajudar em sua recuperação.

Ela escolheu usar de tais animais porque onde nasceu, na Lituânia, usa-se da terapia com sanguessugas para uma gama de doenças.

Mulher afirma que 500 sanguessugas a ajudaram engravidar, destruir células cancerosas e ter ápices mais longos e intensos

Nina Evans, que vive na Inglaterra, afirmou que 500 sanguessugas a ajudaram a engravidar, destruir células cancerosas e ter ápices mais longos e intensos. Foto: WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Nina afirmou que as sanguessugas liberam três substâncias no corpo humano: um anestésico local para reduzir a dor, um vasodilatador local para melhorar o fornecimento de sangue e duas outras substâncias que previnem a coagulação.

Foto:  WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Foto: WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Ela se dirigiu a um especialista em São Petersburgo, na Rússia, em 2008, que havia desenvolvido uma técnica onde esses animais eram inseridos no colo do útero.


PUBLICIDADE

O médico russo que ela visitou explicou que a saliva dos bichos causou a liberação de hormônios no cérebro da paciente, o que ajudou na recuperação dela.

Foto:  WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Foto: WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Nina começou com o tratamento externo e teve os bichos colocados nas costas. Depois ela recebeu um tratamento interno, onde as sanguessugas foram introduzidas em sua vagina.

Após algum tempo em tratamento ela disse que seus ápices de prazer estavam mais longos e intensos. Em 2009 ela foi surpreendida com o fato de estar grávida e em visita ao médico ele confirmou que um dos miomas havia desaparecido graças aos sugadores de sangue.

Foto:  WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Foto: WWW.REALLIFESTORYAGENCY.CO.UK

Nina continuou o tratamento durante a gravidez e mais tarde deu à luz Noel. Pesquisando a respeito de tratamentos com sanguessuga, a mulher descobriu que elas eram usadas durante a amamentação para ajudar a produzir hormônios no cérebro e estimular o leite a fluir.

Ela o fez enquanto amamentava o novo filho. “O sucesso foi tanto que eu estendi a amamentação por dois anos sete meses. Minha vida sexual também se tornou excelente após o nascimento do bebê – Algo que as sanguessugas ajudaram”, disse ela.

Agora Nina é uma das principais pioneiras na terapia sanguessuga moderna e ajudou a “British Association of Hirudotherapy” ganhar o reconhecimento do governo como uma organização de terapia complementar válida.

A mulher contou estar planejando outra gravidez e pretende contar com a ajuda das sanguessugas.

Fonte: TheSun

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo