Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher com doença terminal passa últimos meses de vida procurando novo amor para o marido

Compartilhe:

Uma mulher apaixonada pelo marido, que acabou morrendo de uma doença neuronal, passou os últimos meses de vida tentando encontrar um novo amor para o companheiro.

Claire Mauremoo, que morreu aos 39 anos, era uma dedicada mãe e passou o tempo restante de vida procurando alguém que fosse capaz de amar o marido John e seus filhos.

Ela ficou devastada quando descobriu a grave doença terminal que a faria deixar para trás seus dois filhos, com idades entre 7 e 10 anos, além do marido, com o qual era casada há 11 anos.

Mulher com doença terminal passa últimos meses de vida procurando outra mulher para o marido

Claire Mauremoo, diagnosticada com doença terminal, passou últimos meses de vida procurando novo amor para o marido, que poderia cuidar também de seus filhos.

Mas bravamente, Claire aprendeu a lidar com seus sentimentos e incentivou o marido a encontrar um novo amor.

11

John, de Bristol, na Inglaterra, disse: “Eu não estava pronto para encontrar alguém, mas é o que Clare queria e ela se dedicou para tentar encontrar.”

Em fevereiro de 2007, John ficou arrasado quando a esposa faleceu. E, apesar de não conseguir imaginar o futuro sem a amada, meses depois ele cumpriu sua promessa de encontrar uma nova pessoa.


PUBLICIDADE

111

A doença do neurônio motor deixou a vítima com os músculos fracos, além de afetar a capacidade de andar, falar, engolir e respirar.

Seguindo a rotina de vida após a morte da esposa, John começou a se sentir mais solitário e resolveu seguir os conselhos de Clare, se inscrevendo em um site de namoro para tentar encontrar uma nova companhia.

1111

Alguns meses depois ele acabou conhecendo Julie Macfarlane, uma enfermeira que havia se separado do marido e tinha dois filhos com idades semelhantes aos seus.

Sentindo-se confortável, John disse a ela sobre Clare, e o casal continuou a se encontrar. De acordo com John, eles estavam preocupados com a reação das crianças ao verem o novo casal junto.

11111

Em 2008 as famílias acabaram ficando mais íntimas e um dos filhos de John sugeriu que ambas se unissem, com todos morando juntos.

John e Julie acabaram se casando em 2012, com apoio dos filhos, cumprindo a vontade da falecida Clare.

O homem, agora com 52 anos, está compartilhando a história de sua família para tornar as pessoas mais conscientes sobre casos trágicos como o de sua esposa falecida.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo