Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher com síndrome rara é incapaz de sentir medo mesmo sendo colocada na frente de cobra venenosa

Compartilhe:

A maioria de nós teme de medo quando confrontado com uma cobra venenosa, não é mesmo? Mas uma mulher norte-americana, chamada pelos médicos apenas como SM, não se perturba de forma alguma, em situação qualquer que esteja sendo submetida.

Nem mesmo quando foi atacada por bandidos armados ela sentiu medo, sequer chamou a polícia.

A mulher também quase foi espancado até a morte por seu primeiro marido, mas nunca sentiu medo dos ataques.

Quando confrontada com serpentes venenosas, ela ficou tão curiosa que tentou tocá-las.

Mulher com síndrome rara é incapaz de sentir medo mesmo

Mulher chamada por cientistas como SM é incapaz de sentir medo, e já foi espancada, assaltada com arma e faca e até colocada na frente de cobre venenosa, tudo sem reação de temor.

Os médicos estão investigando SM há mais de uma década pela equipe de neurocientistas da Universidade de Iowa.

77

Dr. Daniel Tranel, da Universidade de Iowa, realizou entrevistas e as transmitiu aos jornalistas na estação de rádio NPR.

Ele começou pedindo à mulher de 44 anos, que é mãe de três filhos, para definir o que é medo. Ela disse que não tinha ideia do que seria.

A mulher disse que se lembra de ter medo de um peixe-gato que seu pai tinha pescado quando ela era uma menina, já que não queria que ele o mordesse, mas esta foi a única experiência que consegue lembrar.

Quando seus filhos eram pequenos, ela caminhava até uma loja quando um homem em um banco de parque a chamou. Ela contou que ele lhe segurou pela camisa, usando uma faca para ameaça-la cortar o pescoço. A mulher simplesmente falou para ele ir em frente e cortar.


PUBLICIDADE

Apesar do fato de terror, ela não chamou a polícia depois do incidente.

SM tem uma condição genética rara chamada doença de Urbach-Wiethe, o que faz com que partes de seu cérebro endureçam. Seus sintomas principais são voz rouca, pequenas saliências ao redor dos olhos e acúmulo de cálcio no cérebro. Estes acúmulos calcificam partes do cérebro, o que pode levar a epilepsia ou outras anomalias.

No caso de SM, estruturas de amêndoa, chamados amígdala, encontradas nas profundezas do cérebro, têm calcificado. A amígdala é crucial para a resposta de medo humano, e por isso SM é agora literalmente incapaz de sentir a emoção do medo.

Ela também é incapaz de reconhecer uma expressão facial de medo de outra pessoa. Médicos notaram que este é um defeito isolado: ela tem inteligência normal e sente outras emoções, como alegria, tristeza, raiva, da mesma forma como os outros.

Os cientistas identificaram apenas cerca de 400 pessoas em todo o mundo com a doença de Urbach-Wiethe.Cientistas da Universidade de Iowa foram capazes de induzir medo na mulher em 2013, quando a fizeram sua inalar dióxido de carbono.

Mesmo em baixas concentrações, a amígdala detecta dióxido de carbono no corpo, que normalmente provoca medo e pânico, pois é um sinal de uma possível asfixia. Os cientistas previram que SM não entraria em pânico após a inalação do gás, mas na verdade, ela entrou.

Professor Antonio Damasio, um neurocientista da Universidade de Iowa, que vem estudando SM, diz o que é notável sobre ela é que sua falta de medo significa que ela não tem lembranças traumáticas.

“Se os acontecimentos ruins acontecem na vida de SM, eles não estão registrados como ruim ou ameaçador, e ela não os experimentou como tal,” disse ele.

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo