Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher de 24 anos, completamente saudável, ganha direito de morrer após alegar conviver com pensamentos suicidas

Compartilhe:

Uma jovem saudável ganhou o direto de morrer porque alega ter tido pensamentos suicidas desde a infância.

A mulher, identificada apenas como Laura, de 24 anos, da Bélgica, não possui nenhum tipo de doença fatal.

Ela, aparentemente, é o resultado de uma gravidez não planejada e relatou que mesmo que sua infância tenha contribuído, sempre teve pensamentos suicidas.


PUBLICIDADE

Mulher completamente saudável, ganha direito de morrer após alegar conviver com pensamentos suicidas

Mulher identificada apenas como Laura, de 24 anos, da Bélgica, não possui nenhum tipo de doença fatal, mas conseguiu o direto de morrer.

Além disso, ela também contou que frequentou uma clínica psiquiátrica a partir dos 21 anos e afirmou já ter tentado o suicídio.

Recentemente Laura conseguiu autorização legal para que possa morrer.

O suicídio assistido é legal no país desde 2003, e estima-se que cinco pessoas morram por dia dessa maneira.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo