Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher desprezada invade casa do ex, suja local com sangue e se limpa com lingeries da atual companheira do rapaz

Compartilhe:

Uma mulher desprezada invadiu a casa de seu ex, sujou a residência com sague e se limpou com as roupas íntimas da atual companheira do rapaz.

Chelsea Driver, de 22 anos de idade, de Burnley, Lancashire, Inglaterra, atirou um tijolo pela janela da cozinha da casa alugada onde seu ex-namorado, Joshua Barrett, morava.

Ela estava bêbada e havia decidido confrontá-lo sobre o caso que ele possuía com uma mulher chamada Jade Hodkinson. Só que ao chegar, não havia ninguém em casa e a mulher resolveu entrar.

Mulher desprezada invade casa do ex, suja local com sangue e se limpa com lingeries da atual companheira do rapaz

Chelsea Driver, uma mulher desprezada, de 22 anos, da Inglaterra, invadiu a casa de seu ex, sujou-a com sague e se limpou com lingeries da atual companheira do rapaz. Foto: Cavendish

Ao fazer isto ela acabou se cortando nos vidros da janela destruída, o que fez seu sangue jorrar, atingindo uma parede do imóvel. Chelsea, então, encontrou lingeries de Jade e as usou para limpar o sangue das paredes e também de seu corpo.

Foto: Cavendish

Foto: Cavendish

Em seguida ela rasgou jeans da “outra” peça e por 15 minutos ficou chorando sentada na cama do amado. Ela ainda enviou uma mensagem de texto a um amigo contando que havia feito algo de ruim.


PUBLICIDADE

Foto: Cavendish

Foto: Cavendish

Quando Joshua, que ficou fora de casa por um fim de semana, chegou ao local, encontrou a residência danificada e várias roupas rasgadas.

Depois que a polícia localizou a autora do vandalismo, ela se justificou dizendo que estava “bêbada, perturbada e irritada”, e que pensou que havia sido traída.

Foto: PA

Foto: PA

A mulher também afirmou que estava magoada com posts no Facebook e imaginou que seu ex e a atual estavam tripudiando a respeito da separação.

No tribunal que tratou do caso, Chelsea admitiu roubo e dano criminal, e recebeu seis meses de prisão – suspensos por 18 meses – com 100 horas de trabalho não remunerado, além de uma exigência de atividade de reabilitação durante 20 dias.

Ela também foi condenada a pagar o equivalente a R$ 568 para compensar Jade.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo