Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher e duas netas são mortas por multidão no Paquistão após publicarem no Facebook conteúdo considerado blasfemo

Compartilhe:

Uma multidão paquistanesa matou uma mulher e duas de suas netas após um membro do grupo de minoria religiosa Ahmadi, que ela pertencia, a acusar de postar conteúdo blasfemo no Facebook, de acordo com a polícia.

Um policial que não quis ser identificado, disse que o jovem responsável por fazer o post no Facebook não tinha sido ferido.

Ahmadis são considerados por muitos no Paquistão como hereges. Eles se consideram muçulmanos, mas acreditam em um profeta vindo depois de Maomé.

Sob a lei paquistanesa, eles são proibidos de usar saudações muçulmanas, dizer orações muçulmanas ou se referir ao seu lugar de culto como uma mesquita.

Segundo a polícia, a violência irrompeu na cidade de Gujranwala, a 140 km ao sudeste da capital, Islamabad, após uma briga entre jovens, um dos quais foi um Ahmadi acusado de postar material censurável.


PUBLICIDADE

Mulher duas netas são mortas por multidão no Paquistão

Mulher paquistanesa e suas duas netas foram mortas por multidão após postarem no Facebook sobre seita religiosa a qual pertenciam.

Um oficial de polícia disse : “Mais tarde uma multidão de 150 pessoas veio para a delegacia exigindo o registro de um caso de blasfêmia contra o acusado. Como a polícia estava negociando com a multidão, outra parte do grupo atacou e começou a queimar as casas dos Ahmadis.”

55

Cerca de 100 pessoas foram acusadas de blasfêmia este ano. Defensores dos direitos humanos dizem que as acusações são cada vez mais utilizadas para realizar vinganças pessoais ou para pegar a propriedade do acusado.

555

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo