Gadoo - Notícias e Curiosidades

Mulher grávida é forçada a deixar a Escócia após governo local afirmar que ela é “burra demais” para ser mãe

Compartilhe:

Uma jovem de 22 anos, que está grávida, vem sendo obrigada a fugir depois de ficar com receio de ter seu bebê retirado de sua guarda, após a justiça informar que ela é “burra demais” para ser mãe.

Kerry foi considerada por assistentes sociais de ser “burra demais” para ser mãe, e assim teve que abandonar sua casa e seus dois filhos, na esperança de impedir que seu novo bebê seja levado ao nascer.

Ela e o marido, Mark dizem deixaram Sean, de 5 anos, e William, de 3, com uma família de acolhimento para poderem fugir.

Mulher grávida é forçada a deixar a Escócia após governo local afirmar que ela é “burra demais”

Jovem que está grávida vem sendo obrigada a fugir depois de ficar com receio de ter seu bebê retirado de sua guarda, após a justiça informar que ela é “burra demais” para ser mãe.

Mas Kerry disse: “Eles já tinham sido tirados de nós. Os assistentes sociais pensam que, porque eu não posso soletrar longas palavras, que eu sou incapaz de amar ou cuidar de crianças.”


PUBLICIDADE

66

O casal teme que, se voltar para casa quando seu filho nascer, eles também o perderão.

Kerry tem dificuldades de aprendizagem, e especialistas afirmam que sua condição é “leve ou moderada”. Ela até admite que sua escrita ou leitura não são tão boas quanto a de adultos.

Mesmo assim ela cozinha e cuida de uma casa, e se diz pronta para ser mãe.

As autoridades da Escócia disseram que a decisão de tirar as crianças da guarda da mãe era para protegê-las.

O casal decidiu deixar o país e ir para a Irlanda, onde pretendem conseguir ter o filho e cuidar dele.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo