Gadoo - Notícias e Curiosidades

Pai apedreja filha até a morte depois de ela se casar contra sua vontade

Compartilhe:

O pai de uma mulher paquistanesa grávida foi acusado de matá-la depois que ele e outros quatro homens a apedrejaram até a morte. Segundo a polícia, eles teriam tomado a atitude depois que a vítima decidiu se casar contra a vontade da família.

Farzana Parveen, de 25 anos, foi morta no dia 27 de maio diante de uma multidão de curiosos em Lahore, no Paquistão. Ela era atacada com tijolos e pedras quando estava em seu caminho para um tribunal, a fim de contestar um caso de abdução que sua família tinha apresentado contra seu marido, Mohammed Iqbal.

O pai, dois irmãos, um primo e mais um homem foram acusados de assassinato e tortura no último sábado. Todos os cinco homens se declararam inocentes.


PUBLICIDADE

Farzana Parveen

Farzana Parveen foi apedrejada até a morte pelo pai porque teria se casado contra a vontade da família.

O julgamento está se iniciando hoje (7). O caso chamou a atenção internacionalmente sobre a violência contra as mulheres no país, onde centenas delas são barbaramente mortas por parentes a cada ano.

1

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo