Gadoo - Notícias e Curiosidades

Pesquisa afirma que álcool é 114 vezes mais letal que maconha

Compartilhe:

Fumar maconha é 114 vezes mais seguro que consumir álcool. Isso é o que afirma um estudo internacional que diz também que o uso dessa substância pode ser “significativamente” menos prejudicial do que os cientistas acreditavam.

A nível individual, o estudo constatou que o álcool foi a droga mais mortal quando se trata da probabilidade de uma pessoa morrer de uma dose elevada.

Depois dele vem a heroína e cocaína, seguidos pelo tabaco, ecstasy e pela metanfetamina.

Para se chegar aos resultados, os pesquisadores se basearam na estimativa da ingestão humana típica de cada fármaco, e na combinação que figura com a dose letal.

Álcool é 114 vezes mais letal que maconha, diz pesquisa

Estudo afirma que maconha é 114 vezes menos letal que o álcool e outras drogas, garantindo que morte por seu consumo é praticamente impossível.

“Os resultados confirmam que o risco da cannabis pode ter sido superestimada no passado. Em contraponto, o risco que o álcool oferece pode ter sido subestimado”, escreveu o professor Dirk Lachenmeier, no relatório.


PUBLICIDADE

11

A maconha foi a única droga, de acordo com o estudo, que representou um “baixo” risco de mortalidade, onde constatou-se que a maioria dos usuários utilizam menos de 1/150 da quantia que os mataria.

No ano passado, Wayne Hall, da Organização Mundial de Saúde, disse que é quase impossível, mesmo para aqueles que fumam grandes quantidades de cannabis (como é conhecida a droga), terem uma overdose.

111

“A dose fatal estimada (de THC, o composto ativo primário da maconha), em seres humanos, resultantes do estudos com animais, fica entre 15 e 70 gramas”, escreveu Hall, no Washington Post.

Adeptos da legalização da maconha têm utilizado o estudo para sugerir que as proibições existentes sobre a droga são equivocadas. Os autores do relatório também parecem compartilhar dessa visão.

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo