Gadoo - Notícias e Curiosidades

Professora morre queimada depois de recusar proposta de casamento do filho de seu chefe

Compartilhe:

Uma professora paquistanesa morreu depois de ser torturada e incendiada pelo ex-chefe como punição por recusar um pedido de casamento do filho do homem.

Maria Sadaqat, de 19 anos, foi atacada na aldeia do Alto Dewal, em Islamabad, na segunda-feira (30 de maio) à noite, e morreu dois dias depois em decorrência dos ferimentos.

Sadaqat recentemente tinha sido forçada a largar seu emprego de professora na escola, depois que o chefe começou a assediá-la após a mulher ter recusado um pedido de casamento de seu filho, que tinha o dobro da idade dela.

“Ela foi gravemente torturada e queimada viva. Nós a levamos ao hospital em Islamabad mas ela sucumbiu aos seus ferimentos hoje, relatou o tio de Sadaqat, Abdul Basit.

Professora morre queimada

Maria Sadaqat, professora paquistanesa, morreu depois de ser torturada e incendiada pelo ex-chefe como punição por recusar um pedido de casamento do filho do homem.

 

Basit, disse que a sobrinha tinha sido atacada pelo diretor da escola particular junto com alguns cúmplices. “Ele era divorciado e tinha o dobro de sua idade, de modo que ela recusou a proposta e deixou seu emprego quando foi perseguida uma e outra vez…, eventualmente, eles atacaram-na,” disse Basit.


PUBLICIDADE

2

A polícia disse que Sadaqat deu uma declaração antes de sua morte fornecendo os nomes dos envolvidos em sua perseguição.

Mazhar Iqbal, o oficial que dirige a investigação de assassinato, disse que já prendeu um dos envolvidos e agora procura pelo restante.

Um médico do pelo Instituto Paquistanês de Ciências Médicas em Islamabad disse que Sadaqat faleceu por causa de queimaduras graves.

“A pobre mulher estava ficando melhor, mas, em seguida, não poderia sobreviver porque a maioria das partes do seu corpo tinha queimaduras graves”, disse o Dr. Ayesha Ihsani.

Fonte: DailyMail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo