Gadoo - Notícias e Curiosidades

Proprietário de restaurante vegetariano impede extermínio de baratas do estabelecimento por razões morais

Compartilhe:

O proprietário de um restaurante vegetariano popular, no subúrbio Dickson de Canberra, Austrália, se opôs a exterminar baratas de seu estabelecimento porque não queria matar os “pequenos insetos”.

O restaurante Kingsland acabou sendo multado em 43 mil reais por violações de segurança de oito alimentos.

Inspetores de Lei da Saúde descobriram as baratas vivas e mortas na cozinha do restaurante, em abril de 2013. A ameaça à saúde pública através de alimentos contaminados fez com que os inspetores fechassem o estabelecimento por comportamento anti-higiênico.


PUBLICIDADE

Proprietário de restaurante vegetariano impede extermínio de baratas do estabelecimento

Khanh Hoang, um dono de restaurante, impediu extermínio de baratas no estabelecimento pelo fato de ir contra suas crenças e razões.

Khanh Hoang, o proprietário do restaurante, se declarou culpado de oito delitos e foi julgado na última semana.

O estabelecimento possuía um certificado de operação emitido em dezembro de 2012. Os inspetores invadiram o local depois de clientes denunciarem a falta de higiene.

Imagens de baratas vivas e mortas no chão da cozinha foram divulgadas durante o julgamento.

O advogado do acusado disse que seu cliente tinha valores veganos, mas aceitou que havia se equivocado.

Fonte: Abroath

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo