Gadoo - Notícias e Curiosidades

Psicóloga morre asfixiada após pedir para amante estrangulá-la durante relação íntima violenta

Compartilhe:

Uma psicóloga morreu estrangulada com um cabo após pedir a seu amante para estrangulá-la durante um momento de sexo mais, digamos, selvagem.

Juan Javier Jonathan Ruiz Torres, de 32 anos, jornalista, está atualmente sob custódia da polícia como o principal suspeito no assassinato da psicóloga Tania Trinidad Paredes, de 23 anos de idade.

A mulher foi encontrada morta em casa, na Cidade do México.

O homem disse à polícia que Tania pediu-lhe para estrangulá-la com um cabo e também para lhe dar tapas durante um momento íntimo.

O suspeito afirmou que ele e a vítima tinham passado uma noite fora com seu amigo, José Luis Martinez Arzate, antes de retornarem para o apartamento.


PUBLICIDADE

Psicóloga morre asfixiada após pedir para amante estrangulá-la durante relação íntima violenta

Psicóloga Tania Trinidad Paredes morreu durante o sexo após pedir a seu amante, Juan Javier Jonathan Ruiz Torres, para estrangulá-la durante o ato. Foto: CEN

Tania teria sugerido um momento “a três”, e a coisa esquentou. Arzate Martinez se recusou e foi para a cama, e assim a psicóloga resolveu dormir com Torres.

Ruiz Torres disse: “Durante o ato, ela me pediu para apertar o pescoço e lhe tapear porque ela gostava de sexo ‘violento’”.

Ele disse que usou um cabo que encontrou ao lado da cama e, acidentalmente, matou a mulher a estrangulando.

Os médicos disseram que a causa da morte foi asfixia e que seus ossos do pescoço haviam sido quebrados.

Inicialmente o homem negou o envolvimento, mas não suportou a pressão e contou o que aconteceu.

A polícia segue investigando o caso.

Fonte: Mirror

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo