Gadoo - Notícias e Curiosidades

Repórter solta palavrão e pede demissão ao vivo em emissora de TV

Compartilhe:

Uma repórter de uma emissora de TV norte-americana surpreendeu seus produtores e telespectadores durante a transmissão ao vivo de um telejornal. Ela se demitiu depois de proferir um palavrão no ar.

Charlo Greene trabalhava na KTVA, emissora de Anchorage, Alasca, EUA. Segundo ela, o conflito de interesses foi o responsável pela atitude.

A mulher é dona de um clube de maconha, e afirmou que o jornalístico era contra seu trabalho no ramo. “Eu sou a verdadeira dona do Alaska Cannabis Club e vou dedicar todas as minhas energias na luta pela liberdade e justiça, que começa com a legalização da maconha aqui no Alasca. Não tenho escolha. Dane-se, eu me demito”, afirmou.

Repórter solta palavrão e pede demissão ao vivo

Uma repórter surpreendeu os telespectadores durante a transmissão ao vivo de um telejornal. Ela se demitiu depois de proferir um palavrão no ar.

Greene saiu de cena e deixou a apresentadora do telejornal atônita.


PUBLICIDADE

Após o caso, a repórter concedeu entrevista a um jornal local e afirmou que queria chamar a atenção para a legalização da maconha. “Chega um momento na vida de cada um que devemos escolher entre continuar a assistir ou lutar pelo que é certo”, concluiu.

Bert Rudman, diretor da emissora, lamentou a linguagem usada por Charlo e pediu desculpas aos telespectadores. Os eleitores do Alasca vão decidiu em novembro se o estado deve ou não legalizar a posse de maconha em pequena quantidade para uso recreativo. No ano passado, os estados do Colorado e Washington aprovaram lei semelhante.

Fonte: NY Daily News

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo