Gadoo - Notícias e Curiosidades

7 coisas sobre a nossa saúde que o formigamento nas mãos pode revelar

Compartilhe:

O formigamento nas mãos é um sinal que pode assustar muitas pessoas, mas é um sintoma bastante comum e que afeta uma a cada 10 pessoas em todo o mundo.

O problema pode ser temporário, gerado por uma simples fadiga, mas também pode indicar algo mais grave.

Pensando nisso, trazemos 7 coisas sobre a nossa saúde que o formigamento nas mãos pode revelar.

Confira:

1. Fadiga e esgotamento: quando pegamos algo muito pesado ou ficamos com o pulso em uma posição que incomoda, geramos tensão nos nervos localizados perto da superfície da pele, o que acarreta um formigamento nos dedos da mão que está trabalhando. O problema pode acabar quando a pessoa volta à normalidade e descansa. Uma massagem também pode ajudar.

Coisas sobre a nossa saúde que o formigamento nas mãos pode revelar

Seleção traz 7 coisas sobre a nossa saúde que o formigamento nas mãos pode revelar.

2. Falta de vitaminas: a ausência de vitaminas pode ocasionar formigamento nos dedos das mãos ou do pé esquerdo. Para o bom funcionamento dos nervos, as vitaminas E, B1, B6, B12 e niacina são essenciais. Neste caso, é necessário equilibrar as vitaminas e minerais no corpo, mas para isso é importante consultar um médico, que lhe prescreverá a dose correta.

Foto:

Foto: © depositphotos  

3. Lesão na coluna vertebral: alguns problemas na coluna vertebral, incluindo a osteocondrose (degeneração e recalcificação) da coluna cervical e hérnias, podem ocasionar um sinal no dedo mínimo da mão esquerda. Em grande parte dos casos, pode estar relacionado com um determinado problema no nervo ou um bloqueio em algum ponto da circulação sanguínea. Neste caso, se você fica muito tempo sentado, os discos intervertebrais se comprimem e podem atingir os nervos. Segundo conselhos médicos, é recomendável alongar frequentemente as costas fazendo ginástica, yoga, ou natação. Procure um especialista em caso de lesões graves, e jamais se automedique.

Foto:

Foto: © depositphotos  

4. Síndrome do túnel do carpo: os sintomas geralmente são observados através do formigamento em até 3 dedos (polegar, indicador e médio). O problema surge em geral em pessoas que fazem repetições das mesmas ações diariamente (trabalhadores de escritórios, músicos e outros). E aparece como consequência de ações repetitivas nos tendões, que incham. O formigamento é gerado quando os nervos na base da palma das mãos são pressionados.


PUBLICIDADE

Neste caso, faça exercícios simples, aquecendo as articulações. Assim, é possível solucionar os problemas de formigamento nas mãos, prevenindo o aparecimento da síndrome do túnel do carpo.

Foto:

Foto: © depositphotos  

5. Problemas de circulação: o formigamento da extremidade superior direita surge como consequência da pressão sobre o nervo superficial ou de uma lesão na mão ou na articulação do ombro. O primeiro sintoma de algumas doenças é o formigamento do braço direito. Mudanças bruscas de pressão ou espasmos nos vasos sanguíneos e certas doenças cardiovasculares podem afetar o fluxo de sangue e levam ao formigamento das mãos. A recomendação neste caso são os exercícios físicos sem excessos, como uma caminhada, por exemplo. Lembre-se de procurar um médico em casos de problemas mais graves de circulação.

Foto:

Foto: © depositphotos  

6. Doença de buerger: geralmente aparece entre os fumantes, isso porque com a nicotina em elevados e frequentes níveis no organismo, o fluxo sanguíneo é afetado, gerando uma deficiência de nutrientes. Isso pode ocasionar formigamento nos dedos e, posteriormente, no braço por inteiro. Ainda não existe tratamento com 100% de eficácia no combate à doença. Mas primeiramente é necessário abandonar o vício, para não haver piora do problema. Um posterior tratamento será apenas com um médico.

Foto:

Foto: © depositphotos  

7. Diabetes: o formigamento nos pés, que avança pelas pernas e passa por diferentes partes do braço em forma de formigamentos parciais (geralmente no lado esquerdo) é um dos primeiros sintomas do diabetes. Isso ocorre em função da redução do fluxo sanguíneo em alguns locais e a danos nas fibras musculares e terminações nervosas. No caso do diabetes Tipo 1, o tratamento é feito com injeções de insulina durante toda a vida. O Tipo 2 está relacionado à um desajuste na alimentação. Portanto, o primeiro passo, é uma consulta médica e a realização de exames de sangue.

Foto:

Foto: © depositphotos  

Fonte: Incrivel

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo