Gadoo - Notícias e Curiosidades

Adolescentes criam preservativo que muda de cor ao detectar Doença Sexualmente Transmissível

Compartilhe:

Um grupo de adolescentes inventou um preservativo que brilha quando detecta uma Doença Sexualmente Transmissível.

O preservativo “STEYE” foi uma ideia de três estudantes da escola Isaac Newton Academy, de Londres, na Inglaterra.

Muaz Nawaz, de 13 anos, Daanyaal Ali, de 14, e Chirag Shah, também e 14, desenvolveram o produto como uma maneira de ajudar a combater o aumento nas taxas de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

O preservativo utiliza uma camada interna de moléculas que brilham quando entram em contato com as bactérias e os vírus associados às doenças.

Adolescentes criam preservativo que muda de cor ao detectar Doença Sexualmente Transmissível

Três estudantes de Londres, Inglaterra, com idades entre 13 e 14 anos, criaram um preservativo que muda de cor ao detectar uma Doença Sexualmente Transmissível.

A cor varia de acordo com a doença detectada (verde para clamídia, amarelo para herpes, roxo na presença do vírus que causa verrugas genitais e azul para a sífilis).


PUBLICIDADE

2

A invenção venceu o prêmio TeenTech, que visa incentivar os adolescentes com idades entre 11 e 16 a conhecerem as possibilidades das carreiras em ciência, engenharia e tecnologia, na categoria “Saúde”.

Os preservativos coloridos não estão disponíveis para a compra no momento, já que ainda não são um projeto finalizado. Eles devem ser comercializados no futuro.

Fonte: Metro

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo