Gadoo - Notícias e Curiosidades

Como tratar gengivite

Compartilhe:

A gengivite trata-se de uma doença periodontal, ou seja, é uma doença que se caracteriza pela inflamação e/ou infecção que vai corroendo e destruindo os tecidos que sustentam a dentição, como toda a gengiva, os ligamentos internos periodontais e os ossos alveolares. Assim, a gengivite é a forma mais comum de manifestação das doenças periodontais e é a inflamação na área da gengiva.

A inflamação pode ter causas variadas, mas a principal delas é o acúmulo de placa bacteriana, que propicia a proliferação das bactérias bucais, que passam a corroer o tecido. A manifestação da doença trata-se de um efeito de longo prazo de muitos danos que podem ser causados aos nossos tais, principalmente o acúmulo da combinação de resíduos de alimento, bactérias e muco que se espalha pela superfície dos dentes, formando uma “capa” de impureza, a placa bacteriana, que guarda um grande número de bactérias, que não param de se proliferar, causando grande incomodo e irritação para as gengivas, que reagem com processos de inflamação, sensibilidade, inchaço e sangramento.

Contudo, o que muitas pessoas não sabem é que as causas da gengivite podem ir além da má escovação. É claro que uma higiene bucal que não é feita adequadamente, negligenciando o uso do fio dental, por exemplo, tende a ser um chamariz para a inflamação da gengiva, mas a escovação excessiva, limpezas vigorosas e utilizando de instrumentos não adequados podem lesionar a área da boca, bem como todos os tipos de impacto que a gengiva sofre, como a pressão de próteses e aparelhos, o uso de contensões, pancadas e demais situações em que a área é lesionada, doenças como o diabetes quando não controlada e utilização de substâncias químicas e corrosivas, como cigarro e clareamentos feitos com ácido.


PUBLICIDADE

Boca saudável

Saiba como tratar a gengivite

Como tratar gengivite em 6 passos

Para evitar e tratar a gengivite, acompanhe nossas dicas e mantenha sua boca saudável e limpa:

Higiene bucal

Capriche na escovação e repita o processo após as refeições, principalmente a noite, já que é o maior período que você passa sem escovar os dentes e, assim, a proliferação das bactérias é facilitada;

Produtos de qualidade

Escolha a escova dental atentando para o nível de maciez de suas cerdas, para que não machuque a gengiva. Além disso, opte por fios dentais que sejam encerados, para facilitar o deslizamento entre os dentes e não agredir o tecido;

Nada de substituir

Não ache que adianta usar o enxaguante bucal sem escovar os dentes. O produto é um complementar para a escovação e não pode eliminar os resíduos que se alojam entre os dentes;

Não se desespere

Se em algum momento a gengiva começar a sangrar, não se desespere. Realize a higiene da mesma forma, utilizando o fio dental e marque uma consulta com seu cirurgião dentista;

Consultas de rotina

Visite o dentista pelo menos de 6 em 6 meses, para verificar a saúde da sua boca e fazer uma profilaxia mais severa;
Cuidado com as substâncias

Evite fumar e não utilize nenhuma substância para clareamento ou outro procedimento sem o consentimento do profissional que cuida da saúde bucal.

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo