Gadoo - Notícias e Curiosidades

Conheça alguns tipos de terapias alternativas

Compartilhe:

Quando se pensa em tratamento ou terapia, em geral, associa-se esse procedimento à figura de um médico, acompanhada, em geral, de uma consulta com direito a receita de algum medicamento.

No entanto, existem outras formas, não ortodoxas, mas não menos eficazes, de se tratar as dores musculares e articulares, transtornos psiquiátricos e psicológicos e outros males, através das terapias alternativas. Conheça, agora, algumas delas.

Musicoterapia

Quem nunca ouviu dizer que “musica é vida”? Ao som de uma melodia, além de manifestar emoções e estados de espírito, muitas pessoas encontram alento e um estímulo para a cura de doenças.

Isso mesmo. A musicoterapia, como é conhecida a terapia alternativa que se utiliza da música para auxiliar na recuperação de pacientes, promove o equilíbrio físico e emocional através do estímulo obtido por meio de sons, ritmos e melodias variados.

E essa prática terapêutica, mesmo não sendo muito difundida no Brasil, é  reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que exige, portanto, uma formação acadêmica específica, na qual os futuros profissionais adquirem conhecimentos nas áreas da medicina e da música.

Assim, por meio dessa modalidade de terapia alternativa, atua-se diretamente no sistema límbico do paciente, região do cérebro responsável pela manifestação das emoções e da afetividade, tão importantes no processo de cura de doenças.

Biblioterapia

Além de adquirir novos conhecimentos, a leitura tem o poder de nos transportar para diversos lugares, sem que precisemos sair do lugar.

Mais do que isso, ler um bom livro, é, também, uma atividade que pode auxiliar no tratamento de diversos transtornos psiquiátricos, de acordo com as experiências do psicólogo Bruno Bettelheim, que esteve à frente do Instituto Sonia-Shankman para crianças psicóticas, nos EUA, durante muitos anos.


PUBLICIDADE

Utilizando a figura de mitos e histórias devidamente selecionados, Bruno estimulou seus pequenos pacientes para que eles exteriorizassem suas demandas psicológicas, associando sempre a terapia às necessidades de cada caso. Com essa problematização, as crianças e o terapeuta conseguiam trabalhar os conflitos internos vividos pelos pequenos.

Terapia alternativa

Acupuntura

Apesar do temor das agulhinhas, essa terapia milenar, inspirada em práticas orientais, promove o equilíbrio e a harmonização das energias corporais, por meio da estimulação de diversos pontos, na cabeça, nas costas, entre outros, chamados pontos de acupuntura.

E essa terapia alternativa, presente no Brasil há mais de quatro décadas, traz diversos benefícios ao paciente, entre eles, os efeitos analgésico, relaxante muscular e anti-inflamatório.

De acordo com os especialistas, denominados acupunturistas, não existem restrições relacionadas ao público que pode se beneficiar dessa terapia. Entretanto, pessoas com problemas de coagulação sanguínea devem consultar um médico para que seja avaliado o risco proveniente do uso das agulhas, avaliando-se caso a caso.

A acupuntura não se destina apenas às pessoas que desejam aliviar dores musculares ou auxiliar na recuperação de doenças, sendo também indicada para aqueles que desejam aliviar as tensões do cotidiano.

No entanto, a maior procura pela acupuntura ocorre em casos de dores crônicas, como as de coluna. E, inclusive, até mesmo os animais podem fazer uso dessa terapia como forma de aliviar a dor.

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo