Gadoo - Notícias e Curiosidades

Homem com câncer raro é curado após receber injeção com vírus da AIDS

Compartilhe:

Um homem que foi diagnosticado com uma forma extremamente agressiva de câncer há dois anos, está agora milagrosamente se recuperando, graças a um tratamento revolucionário que envolveu receber uma infusão do vírus que causa a AIDS.

Marshall Jensen, de Utah, EUA, foi um dos 30 pacientes com leucemia que recentemente se submeteu ao tratamento experimental na Penn Medicine, onde as células brancas do sangue são implantadas com uma forma inofensiva do HIV, programadas para alvejar e matar o câncer.

O homem de 30 anos de idade, que é casado e pai de um filho, até agora tem respondido bem ao tratamento e está a livre do câncer pela primeira vez nos últimos anos.

Homem com câncer raro é curado após receber injeção com vírus da AIDS

Vírus HIV pode ser a nova cura contra o câncer após paciente com câncer grave passar por procedimento inovador e ficar curado nos EUA.

Jensen, sua esposa Amanda, e seu filho Kezman, têm viajado o país desde que ele foi diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda em 2012, apenas um ano depois de seu casamento. Ele faz as viagens em busca de um tratamento eficaz para a doença.

44


PUBLICIDADE

Na quinta-feira (06), o agora saudável Jensen voltou para seu bairro em Utah, para uma festa surpresa de retorno a casa.

A ligação entre leucemia e HIV foi descoberta pela primeira vez em 2006, quando um homem soropositivo, chamado Timothy Wood, foi diagnosticado com leucemia mielóide aguda. Depois de receber um transplante de medula óssea de um doador com uma mutação genética rara, o câncer de Wood entrou em remissão e o HIV desapareceu de seu sistema, tornando-se o primeiro homem a ser totalmente curado do vírus.

444

Embora a ideia de receber uma dose do vírus HIV possa parecer assustadora para alguns, o médico responsável pelo tratamento, Carl June, disse que não há nada a temer.

“É um vírus desativado, mas mantém a característica essencial do HIV, que é a capacidade de inserir novos genes nas células,” explicou ele.

Dos 30 pacientes com leucemia que receberam o tratamento, 23 ainda estão vivos e 19 estão em fase de regressão da doença.

O médico e sua equipe estão agora pesquisando a possibilidade de usar o tratamento do HIV para atacar outras formas de câncer, iniciando os novos testes em pacientes com câncer no pâncreas.

Fonte: Daily Mail

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo