Gadoo - Notícias e Curiosidades

Tecnologias permitem descobrir se estamos envelhecendo mais rápido do que deveríamos

Compartilhe:

Cada vez que existe uma divisão celular, os telômeros acabam ficando mais curtos, e com isto a proposta existente do novo exame é procurar analisar o encurtamento das estruturas e apontar um nível de envelhecimento dos pacientes.

Como saber se estamos envelhecendo muito rápido?

Já está disponível a um grande público no Brasil um tipo de teste genético que promete definitivamente se indicar se a pessoa está envelhecendo muito mais rápido do que o que é esperado para a sua idade, e ainda como consequência poderá acima de tudo estar muito mais vulnerável a doenças como por exemplo o diabetes e o câncer. Levando isto em conta, feito a partir de uma coleta simples de sangue, todos os testes poderão avaliar o encurtamento das sequências de repetição de DNA que existem em todas as suas extremidades de todos os cromossomos humanos. E sempre que uma célula acaba se dividindo eles acabam ficando cada vez menores.

Sobre o estudo dos telômeros

Esta é uma área em evidência na medicina atualmente, o tema possibilitou um rendimento de até mesmo um Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2009, onde foi apresentado um projeto que acredita que a medição dessas estruturas poderá ajudar a intervir de forma precoce em doenças. Apesar de tudo isto, especialistas são céticos quando o assunto é a validade da prática deste tipo de diagnóstico.

Com a tecnologia que temos atualmente, o exame é realizado para realizar um apontamento de níveis de envelhecimento e casos de doenças do coração, diabetes e ainda alguns tipos de câncer. Apesar de tudo isto está em estudo a sua eficiência para os outros males diversos como uma depressão e estresse de forma pós traumática.


PUBLICIDADE

Envelhecer

Tecnologias descobrem se pessoas envelhecem mais rápido que deveriam

Os telômeros são bem semelhantes a uma capa plástica na ponta dos seus cadarços de sapato, o que impedem inclusive que ele possa desfiar e estragar e pouco a pouco perde a sua função. Com isto em cada uma das células existem pelo menos 23 pares de cromossomos e por isso 92 telômeros ou seja, um em cada extremidade de 46 cromossomos.

Todo o fato de que os telômeros puderam ficar mais curtos a cada divisão celular faz parte de um ciclo natural da vida, mas também é relacionado diretamente aos hábitos adotados durante o passar os anos. E sabendo que essas estruturas estão menores do que é algo considerado como normal para a sua idade, uma pessoa poderá adotar bons motivos de mudanças de estilo de vida como fazer mais exercícios físicos e evitar a obesidade e desta forma procurar prevenir as doenças associadas ao seu envelhecimento.

Como é feito o teste

O teste para medição é feito apenas com o pedido médico, e ele poderá ser requisitado por especialistas de áreas de geriatria, nutrologia, endocrinologia e ainda dermatologia, entre outras. A partir do sangue é extraída a célula, um glóbulo branco, para o estudo de cromossomos, e então é possível se analisar a extensão de todos os telômeros por uma metodologia que seja de alta sensibilidade de existência.

Gostou? Então compartilhe:
Quer receber mais coisas interessantes? Curta nossa página no Facebook:
Deixe seu comentário:
Gadoo - Notícias e Curiosidades
© Todos os direitos reservados | Gadoo